Página inicial / Biblioteconomia / Bibliotecas / Transbordar bibliotecas na era digital: tecendo caminhos para a formação de leitor@s no Brasil

Transbordar bibliotecas na era digital: tecendo caminhos para a formação de leitor@s no Brasil

A contemporaneidade vem redefinindo os modos como nos relacionamos com a informação, desafiando o papel das bibliotecas em nossa sociedade.

Nesta perspectiva, a Oficina pretende refletir sobre as bibliotecas como contextos educativos essenciais: dispositivos de acesso, mediação, negociação e produção cultural, promovendo o encontro com o texto entre diversas linguagens e expressões artísticas, como artes manuais, música e artes cênicas.

A Oficina terá como eixo a contribuição para a criação e o fortalecimento de bibliotecas escolares, comunitárias e públicas, partindo da apresentação e análise de duas experiências premiadas (Projetos Ler é uma Viagem e Piracaia na Leitura) para aprofundar concepções históricas e contemporâneas de leitor, leitura e bibliotecas.

A quem se destina

Educadoras(es), professoras(es), gestoras(es) escolares, ativistas, pesquisadoras(es) e interessadas(os) no tema

Educadoras(es)

  • Amanda Leal de Oliveira

    Socióloga (FFLCH/USP), Mestre, Doutora em Ciência da Informação (ECA-USP) e Pós-doutora em Mediação Cultural (PPGCI-UNESP / Marília). Doutorado sanduíche em Livro, Leitura e Mediadores (Université de Cergy-Pontoise/França (PDSE/CAPES). Foi professora doutora no Departamento de Jornalismo e Editoração (ECA/USP / 2016 – 2018). É pesquisadora do GPEC – Grupo de Pesquisa em Educação Cultural (CBD-ECA/USP). Experiência de mais de 15 anos em organizações não-governamentais e públicas na área de informação e cultura: bibliotecas, livro, leitura, formação de leitores e mediadores culturais. Idealizadora e coordenadora do Projeto Piracaia na Leitura, vencedor do IBERBIBLIOTECAS 2017 (CERLALC/UNESCO) e Retratos da Leitura no Brasil, 2018.Amanda Leal de Oliveira

  •  Élida Marques

    Atriz há 30 anos, trabalhou com diversos diretores, atores e grupos teatrais da cena cultural paulistana. Em 2000, tornou-se produtora cultural e começou a produzir seus projetos: Monólogo Dona da Casa, Banda Tia Margarida, Estúrdio Quarteto e Trio Claro. Em 2003, criou o programa de incentivo à leitura LER É UMA VIAGEM, e desde então tornou-se leitora pública e dedica-se integralmente à produção de projetos artísticos, oficinas culturais e eventos literários. Em 2009, mudou-se para Itu e começou a tecer com seu pai, tecelão autodidata que inspirou a criação de projetos que unem oralidade, artesanato e mediação de leitura, como: “Piquenique Literário do Ler É Uma Viagem” e “Reinações – tecer, bordar e Brincar com histórias”. Em 2017, organiza os SARAUS TECENDO ARTE, na antiga Fábrica São Pedro, em Itu; desenvolve o projeto DOM QUIXOTE ENTRE CARTAS, em 42 cidades, de 04 estados brasileiros, com oficinas para educadoras e mediadoras de leitura. Em 2018, ao completar 15 anos, o LER É UMA VIAGEM reapresentará o Concerto de Leitura O PRIMEIRO ENCONTRO em SP e MG, participando das comemorações pelos 110 anos de Guimarães Rosa.

INSCREVA-SE

Carga horária: 6h

Período: Sábado, 31/08 de 2019 (Encontro único)

Horário: 10:00 – 17:00

Mais informações: http://centrodeformacao.acaoeducativa.org.br/cursos/transbordar-bibliotecas-na-era-digital-tecendo-caminhos-para-formacao-de-leitors-no-brasil/

Sobre admin

Check Also

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *