Página inicial / Minorias Sociais / Pesquisadores criam jogo de tabuleiro para crianças aprenderem braile

Pesquisadores criam jogo de tabuleiro para crianças aprenderem braile

Criação é dos pesquisadores da UFPB em parceria com o Instituto de Cegos da Paraíba.

Jogo de Tabuleiro em braile Imagem: Divulgação

Pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) desenvolveram um dispositivo para auxiliar no aprendizado de crianças cegas ou com baixa visão. Por meio da ferramenta lúdica, é possível alfabetizar em Braille, explorar habilidades táteis e reconhecer formas 2D (em duas dimensões).

A tecnologia associativa, patenteada pela Agência UFPB de Inovação Tecnológica (Inova) e criada em parceria com o Instituto de Cegos da Paraíba, em João Pessoa, é constituída de um tabuleiro com espaços quadriculares para o encaixe de peças que representam coisas do cotidiano.

Cada peça contém o nome  da respectiva forma, tanto em Braille, para crianças cegas, quanto em caixa alta e em alto-contraste, para crianças com baixa visão.

O produto é feito de madeira, plástico e EVA (Acetato de Vinila), um polímero emborrachado e flexível. Antiderrapante, oferece mais aderência no manuseio, impossibilitando a projeção do dispositivo para frente ou para as laterais.

Para desenvolver o tabuleiro, as pesquisadoras Joele Marques, Catharine Sanches e Maryana Tavares, sob orientação do professor do Departamento de Engenharia de Produção Fábio Borges, buscaram entender quais as necessidades e barreiras encontradas durante o processo de ensino de pessoas com deficiência visual.

O levantamento apontou dificuldade de encontrar brinquedos inclusivos. Até mesmo os educativos não eram completos. Quando identificados, os brinquedos inclusivos apresentaram elevado custo em comparação a produtos similares e direcionados para pessoas que enxergam normalmente.

Acesse a matéria completa em Portal T5

Sobre admin

Check Also

Jornada da Leitura 6.0

https://observatoriodolivro.org.br/ Programação incrível de lives apresentadas por especialistas, escritores e artistas, que vão falar sobre os …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *