Página inicial / Biblioteconomia / Bibliotecas / Passeios levam o público ao campus da USP e à São Paulo modernista

Passeios levam o público ao campus da USP e à São Paulo modernista

Programa Giro Cultural é gratuito e está aberto para interessados em geral, ligados ou não à Universidade

Participantes do programa Giro Cultural em visita à Cidade Universitária – Foto: Elcio Silva/PRCEU

Desde 2012, o programa Giro Cultural leva o público para conhecer a Cidade Universitária e seu conteúdo cultural e científico, como museus, cinema e grupos teatrais. O programa também conta com um roteiro especial extramuros, que apresenta a São Paulo modernista e as influências da USP na cidade. A atividade é gratuita e aberta a todos os interessados, ligados ou não à Universidade.

O programa foi criado pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) da USP e já atendeu cerca de 37 mil pessoas em oito anos de funcionamento. São três opções de roteiro dentro do campus da capital, no Butantã (Vista Panorâmica, Acervo Cultural e Acervo Científico), além do roteiro São Paulo Modernista.

Visitas a museus e bibliotecas estão incluídas em roteiros do programa Giro Cultural USP – Foto: Elcio Silva/PRCEU

O roteiro Vista Panorâmica apresenta a USP, com destaque para pontos que são referência na Cidade Universitária, como a Praça do Relógio, os monumentos em homenagem a Ramos de Azevedo e Armando de Salles Oliveira e as esculturas da artista Tomie Ohtake. O tour conta com monitores que, ao longo do passeio, vão dando informações sobre a história da USP – nos mesmos moldes dos passeios sightseeing, famosos nas grandes capitais do mundo.

Já os roteiros de acervo científico e acervo cultural mostram a produção de pesquisa e conteúdo humano dentro da Universidade. O primeiro leva o público aos diferentes museus da USP, como o Museu Oceanográfico, o Museu de Anatomia Veterinária, o Museu de Geociências e o Museu de Anatomia Humana. Do segundo fazem parte exposições, corais, cinema, grupos teatrais, orquestras e baterias universitárias, assim como o Museu de Arqueologia e Etnologia, o Museu da Educação e do Brinquedo e o Arquivo Geral da USP, além da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM). Nos dois roteiros, o público pode escolher três entre as diferentes paradas oferecidas.

Para o coordenador do programa, professor Ricardo Uvinha, o Giro Cultural é uma forma de abrir as portas da USP para a cidade, e para os próprios alunos. “Muitos alunos não conhecem os museus da Cidade Universitária, e o programa ajuda a valorizar esses equipamentos culturais, científicos e artísticos dentro e fora da USP.”

Monitores acompanham o público, dando informações sobre os locais visitados na Cidade Universitária – Foto: Elcio Silva/PRCEU

O projeto cruza os muros da Universidade com o roteiro A USP e a São Paulo Modernista, que foca na presença da USP na cidade, além da influência histórica, artística e arquitetônica do Modernismo sobre ela. Fazem parte do trajeto pontos como o Parque da Independência, o Museu Paulista, o Teatro Municipal e o Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP, localizado no Parque Ibirapuera.

O professor acredita que os passeios integram a USP à cidade. “Há muitos órgãos da USP na cidade que, muitas vezes, os próprios alunos e docentes não conhecem, como o MAC.” No passeio, profissionais das áreas de história, antropologia, sociologia e arquitetura acompanham o público, informando sobre o conteúdo do tour, sempre acompanhados de um guia oficial do Ministério do Turismo.

O Giro Cultural também oferece o roteiro A USP conhecendo a USP, voltado especificamente para alunos, docentes e funcionários da Universidade. Esse roteiro é similar ao Vista Panorâmica, e apresenta a Cidade Universitária, além do MAC e do Centro Universitário Maria Antonia, localizado na Vila Buarque, na região central da cidade. Nessa modalidade, a visita à Cidade Universitária foca mais em fatos e curiosidades sobre a Universidade, além de mostrar os diferentes departamentos. “Esse roteiro é ótimo para integrar os campi do interior ao da capital, trazer os alunos e professores que originalmente não têm contato com esses equipamentos históricos e culturais”, comenta o professor Uvinha.

Visita ao Museu de Geociências da USP, uma das atividades do programa Giro Cultural USP – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Para participar dos passeios do Giro Cultural, basta agendar o roteiro de sua escolha pelo telefone (11) 3091-1190 ou pelo e-mail girocultural@usp.br, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas. Todos os roteiros são gratuitos.

Os roteiros Vista Panorâmica, Acervo Cultural e Acervo Científico ocorrem de terça a sexta-feira na Cidade Universitária, em dois horários, às 10 e às  14 horas. É recomendado que o agendamento seja realizado com no mínimo três meses de antecedência.

O roteiro A USP e a São Paulo Modernista acontece todos os sábados, das 10 às 14 horas, com saída e chegada na estação Alto do Ipiranga do Metrô. As inscrições devem ser feitas pelo formulário no site da Síntese Eventos, pelo e-mail girocultural@sinteseeventos.com.br ou pelo telefone (11) 3721-5720.

Revista USP Integração leva leitores em viagem digital

A nova edição da revista USP Integração – Foto: Reprodução

Chega à sua terceira edição a revista USP Integração, publicação eletrônica da USP que foca em atividades voltadas para a sociedade. Produzida pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, a revista destaca atividades culturais, programas de relacionamento com a sociedade e projetos de extensão promovidos dentro e fora da Universidade, por meio de seus diversos órgãos.

O periódico conta com reportagens, entrevistas, perfis e ensaios fotográficos, tudo voltado para a integração entre a USP e a sociedade. A nova edição da publicação leva o leitor para conhecer espaços como o Anfiteatro Camargo Guarnieri, o Cinema da USP Paulo Emílio e o Parque Cientec, além de projetos desenvolvidos nas áreas de tecnologia, veterinária e saúde.

A revista é gratuita e digital, e está disponível em formato PDF para impressão ou visualização interativa. As três edições já lançadas estão no site da publicação.

Fonte: Jornal da USP

Sobre admin

Check Also

A saga das bibliotecas brasileiras

Texto por Iriam Starling Em 29 de outubro se comemora o Dia Nacional do Livro, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *