Página inicial / Notícias / Você já ouviu falar em letramento digital?

Você já ouviu falar em letramento digital?

Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal.
Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal.
Por Cesar Martins* 
A aliança entre tecnologia e processo educativo é pauta de debate entre pedagogos, licenciados e outros profissionais da Educação preocupados em acompanhar a evolução da sociedade. Afinal, a geração atual de estudantes não conhece o mundo sem tecnologia ou internet, e cada vez mais suas experiências pessoais — e profissionais — dependem de um letramento digital.
O que é letramento digital? Para se entender a importância desse conceito no âmbito escolar, é necessário, primeiramente, compreendê-lo. Basicamente, ele deriva da noção de letramento já presente na educação brasileira desde 1980, mas que precisou ser aplicada ao mundo digital após o boom tecnológico vivenciado pela sociedade.
A palavra “letramento” nos remete a letras e ao processo de alfabetização (que visa à decodificação do código linguístico, ou seja, à compreensão de palavras e textos). Mas, para além de decodificar, as pessoas “letradas” compreendem o contexto das produções textuais. Sabem quando se usa cada gênero, de que forma se cria e interpreta discursos e quais são suas intenções comunicativas. Logo, o letramento é uma “leitura do mundo”, pois é o que permite entender as diversas situações comunicativas que nos rodeiam.
Esse conceito, então, quando acompanhado do adjetivo “digital”, refere-se à capacidade de compreender as situações de leitura e escrita que acontecem no contexto tecnológico.
Qual é a importância desse processo? Se um dos objetivos da escola é educar as pessoas para que saibam se comportar no mundo, é indispensável que os alunos adquiram a capacidade de usar e interpretar, apropriadamente, os recursos digitais.
A era tecnológica já está mais do que consolidada, levando-nos a depender desses recursos para diversas atividades cotidianas — com destaque para o mercado de trabalho, visto que as competências digitais são requisito fundamental para se conseguir um emprego.
Essa dependência da tecnologia é ainda mais forte se pensamos nas gerações que já nasceram nessa era, que não conhecem outra forma de vivenciar determinadas situações a não ser com a mediação de aparelhos digitais. Portanto, as crianças e adolescentes atuais precisam aprender a usar tais ferramentas e absorver todo o conteúdo ao qual estão expostas no mundo digital.
Aprender a usar o que a tecnologia tem a oferecer é importante, ainda, para criar um senso crítico nos estudantes. É cada vez mais fácil ter acesso a informações e solucionar dúvidas com uma simples consulta à internet. Mas, para isso, é imprescindível saber discernir entre conteúdos que têm embasamento e confiabilidade de conteúdos sem fundamento ou que tenham intenções de manipular as pessoas.
O letramento digital é uma estratégia educativa indispensável para garantir aos seus alunos uma formação alinhada com as práticas sociais contemporâneas e as oportunidades são tão numerosas quanto as ferramentas disponíveis.
* Cesar Martins é empreendedor serial na área de tecnologia e educação. Co-Fundador da Happy Code, maior rede de escolas de tecnologia e inovação para crianças e adolescentes do Brasil e Portugal, onde hoje atua como Diretor de Tecnologia e Inovação. 

Sobre admin

Check Also

Manifesto bibliotecário pela Ciência Aberta na América Latina

Reunidos em Bogotá entre os dias 26 a 28 de setembro de 2019 na ocasião …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *