Página inicial / Notícias / Troca de conhecimentos entre os interagentes da biblioteca: Bibliomarketplace

Troca de conhecimentos entre os interagentes da biblioteca: Bibliomarketplace

Bibliomarketplace

Este artigo trata da concepção de um serviço baseado em tecnologia para que a biblioteca intermedeie a troca de conhecimentos entre seus interagentes, pelo compartilhamento de conhecimentos. Tem como objetivo propor um protótipo de uma plataforma de troca de conhecimentos adaptada para bibliotecas. Como metodologia utilizou-se uma pesquisa bibliográfica em livros e artigos de periódicos com data de publicação a partir do ano 2000.

Parabéns aos autores Cristiano Sardá da Conceição, Geovani Jose Ghizoni, Jordan Paulesky Juliani, Tatiana Quadra e Silva Capistrano pela iniciativa!

Biblioteca do Futuro

Quando o assunto e biblioteca do futuro, pode-se pensar e imaginar em uma biblioteca inovadora, que possui um padrão diferente das nossas bibliotecas tradicionais e que atenda a necessidades diversas em um só espaço e faça com que as pessoas tenham atração em frequenta-la.

A sociedade esta evoluindo e as bibliotecas devem evoluir com ela. A biblioteca e um local cidadão cujo objetivo principal e permitir o acesso a informação. Ela tem como finalidade a emancipação e construção de indivíduos na sociedade, permitindo-lhes acessar o conhecimento e a informação do modo mais igualitário possível. Durante muito tempo, este acesso a informação foi baseado apenas no acesso a livros e leitura. Mas hoje, o livro compartilha esse papel com novas maneiras de construir,
pensar e divulgar informações que se espalham rapidamente e em massa graças a s tecnologias de informação e comunicação de baixo custo.

Sociedade do conhecimento

Nesta Sociedade do Conhecimento, a difusão e o uso da informação flui de forma diferente: a cadeia tradicional descendente da transmissão do conhecimento (do que sabe ao que esta aprendendo) e totalmente renovada. As bibliotecas na o podem negar essa realidade e, em vez disso, devem integrá-la na sua organização. Na o se trata de ser tecnológico para ser moderno ou atraente, mas pensar no acesso a s informações que correspondam as práticas e realidades de hoje. A clivagem digital e a de todas as desigualdades entre os grupos no sentido amplo, em termos de acesso a informação, uso ou conhecimento das tecnologias da informação e da comunicação. Ao integrar as ferramentas e pra ticas digitais no exercício de suas misso es, as bibliotecas abrem um novo caminho para o mundo da informação e do conhecimento, ao conectar usuários e os conteúdos para ale m de quaisquer limites geográficos, sociais e culturais.

Bibliomarketplace

A ideia do Bibliomarketplace surgiu inspirada no Bliive, uma rede social de troca de conhecimentos criada pela brasileira  Lorrana Scarpioni. No Bliive as pessoas se cadastram e podem usar seu tempo livre para ensinar e aprender. Alguém que saiba
espanhol pode trocar uma hora de aula de conversação por uma hora de aula de viola o, por exemplo. Essa troca de conhecimentos e contabilizada e cada minuto e revertido em moeda virtual que pode ser usada posteriormente, quando quiser. A questa o e que o Bliive na o permite que se crie um comercio personalizado, permite apenas participar do site já existente.

O Bibliomarketplace foi criado na plataforma de mercado virtual Sharetribe, um site que permite que se crie um mercado online personalizado e tem a intenção de realizar troca de conhecimentos, por meio do compartilhamento de conhecimentos, voltada para o publico da biblioteca, e, consequentemente, atrair mais pessoas para utilizar esse espaço. Na o se trata exatamente de um mercado online, mas, de uma plataforma virtual onde se pode agendar hora rios para aulas e treinamentos que poderá o ser realizados na forma presencial, em uma sala da biblioteca

Para saber mais sobre o assunto acesse o artigo na íntegra AQUI.

Fonte: Portal do Bibliotecário

Sobre admin

Check Also

Eleições CFB 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *