Página inicial / Notícias / Tecnologia ajuda a estimular a leitura e a desenvolver o pensamento crítico

Tecnologia ajuda a estimular a leitura e a desenvolver o pensamento crítico

Por Colégios Maristas

Colégios Maristas

A tecnologia tem sido uma aliada valiosa para amparar a prática da leitura e da escrita, acesso universal ao conhecimento, colaboração profissional e educação escola-casa. Apesar da alfabetização ainda ser a base para a escolarização e alicerce para a formação de um cidadão produtivo, um dos maiores desafios da educação mundial hoje é formar bons leitores. O ato de ler livros impressos compete de igual para igual com tantas outras fontes de informação e a prática da leitura tem passado por mudanças radicais nos últimos anos. O bom de tudo isto é que nunca houve momento melhor para quem gosta de ler como agora, onde o acesso a qualquer tipo de conteúdo é fácil e mais barato.

Colégios Maristas

Colégios Maristas

Tecnologia e livros

Não podemos discutir sobre a tecnologia da leitura sem falar em livros digitais. O Kindle, por exemplo, é um aparelho que oferece uma leitura dinâmica, com conteúdo duradouro e a baixo custo. Em tempos de minimalismo e ecologia, muito se discute sobre o espaço que os livros impressos ocupam e na forma como são produzidos. Os gadgets de papel eletrônico, também chamado de e-ink em Inglês, já oferecem uma leitura sem riscos para a visão, além de serem altamente eficientes no que diz respeito a uso de baterias e eletricidade. O pesquisador de educação especial na Universidade de Peabody College of Vanderbilt, Ted Hasselbring, passou mais de duas décadas estudando como a tecnologia pode ajudar pessoas com dificuldade com leitura e matemática. Suas descobertas envolvem cinco fatos principais:

1. A tecnologia é altamente adaptável: Possibilita ao professor trabalhar melhor com turmas heterogêneas avaliando os alunos durante seu aprendizado para responder adequadamente ao seu ritmo.

2. A tecnologia favorece a prática personalizada: É preciso praticar muito durante a alfabetização, mas cada aluno possui suas próprias necessidades de aprendizado.

3. A tecnologia está disponível a qualquer hora e em qualquer lugar:O aprendizado mais duradouro e eficaz é aquele que continua acontecendo fora da sala de aula. A tecnologia permite o trabalho colaborativo, aulas virtuais quando os alunos viajam e aprofundar o conteúdo quando algo realmente interessa ao aluno.

4. A tecnologia é ótima em processar e armazenar dados: Imagine o professor podendo, em apenas um clique, visualizar todos os registros do processo de aprendizado de um aluno com dificuldade, resultando em um plano de estudo personalizado e mais eficaz.

5. A tecnologia é motivante: Para um aluno acostumado a ir mal na escola, o sucesso é uma enorme motivação. Assim como corredores e ciclistas armazenam seus treinos diários em aplicativos de performance física, alunos com dificuldade em leitura conseguem acompanhar seu desempenho e comemorar suas conquistas.

Será então o fim das editoras e dos livros impressos? Especialistas e o mercado dizem que não, pois a tecnologia não tende a ser algo excludente. Sua função como aliada à prática da leitura é garantir que todos possam desfrutar do prazer de ler, fornecer uma educação sem fronteiras, e guiar os jovens pelos caminhos da criticidade.

Fonte: G1

Sobre admin

Check Also

Livro de Patrícia Palma revela rede de bibliotecas religiosas que contribuiu para cultura escrita no século XVIII

Samuel Mendonça 13 de Novembro de 2019 Cultura Deixe um comentário Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo A …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *