Página inicial / Notícias / Série de TV desvenda artistas responsáveis pela criação dos quadrinhos brasileiros

Série de TV desvenda artistas responsáveis pela criação dos quadrinhos brasileiros

Texto por Murilo Oliveira

De arte menor ao status de nona arte, as HQs estão no centro da revolução cultural desde a década de 20. Se no mercado internacional é possível listar infinidade de criações e autores aclamados, quem são os nomes por trás dos quadrinhos brasileiros? A série documental ‘HQuem – A Arte de desenhar Histórias’ trará a resposta por meio de entrevistas com artistas e especialistas da área. Produzido pela FBL Criação e Produção com direção geral de Rozane Braga, o projeto está em fase de filmagens e estreia prevista para 2020 no canal de TV por assinatura Prime Box Brazil.

A pop arte dos anos 60 e a revolução da linguagem a partir dos anos 80 conferiram aos quadrinhos prestígio comparável às demais manifestações artísticas, com quadrinistas clássicos ganhando projeção internacional. Dentro deste contexto, o roteiro da série se aprofundará na produção de quadrinhos brasileiros e a respectiva trajetória profissional de seus criadores, além das HQs do Brasil contemporâneo seja elas do mercado comercial ou independente.

HQuem – A Arte de desenhar Histórias’ terá 13 episódios que mostrarão o trabalho desenvolvido por um artista diferente em seu ateliê de criação, espaços públicos e privados que os inspiraram e pontos de encontro da cultura pop. Eles são: Fabiane Langone (personagem Chiquinha); Arthur Garcia (gibis Jaspion, Os Trapalhões e Zorro); Marcelo d’Salete (HQs Angola Janga e Cumbe); Wagner William (HQs O Maestro e O Cuco); Julia Bax (HQs X-Men); Eloar Guazzeli (quadrinhos do Sítio do Picapau Amarelo); Fabio Zimbres (criador da Coleção Mini Tonto de HQs alternativas); Mateus Santalouco (criador da série Mondo Urbano); Cris Peter (Astronauta – Magnetar); Ana Luiza Koehler (ilustradora do romance Awrah); Shiko (graphic novels O Azul Indiferente do Céu e Talvez seja Mentira); Roberta Cirne (HQ Sombras do Recife); e Gabriel Jardim (“Turma do Morro”, releitura dos personagens da Turma da Mônica Jovem).

Especialistas do mercado editorial também serão entrevistados pela série, além de fãs e leitores, para esclarecerem as peculiaridades do universo HQ sob o viés da exigência de capacidade interpretativa, tanto visual quanto verbal. Alguns dos nomes são Xico Sá (escritor e jornalista), José Roberto Lovetro, o Jal (cartunista e criador do Troféu HQ Mix); Sonia Luyten (especialista em mangás); e Ramon Vitral (referência em jornalismo de quadrinhos no Brasil). “A série passeará pela experimentação estética e brinca com os limites entre o imaginário do quadrinista, seja através de recursos videográficos, seja através de efeitos sonoros”, revela a diretora Rozane Braga.

Fonte: O Vício

Sobre admin

Check Also

PELA RECOMPOSIÇÃO DA PARTICIPAÇÃO POPULAR NO PLANO DO LIVRO DE SÃO PAULO

Às vésperas do quarto aniversario do Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca, São …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *