Página inicial / Notícias / São Paulo é tema de mostra grátis na Biblioteca Mário de Andrade

São Paulo é tema de mostra grátis na Biblioteca Mário de Andrade

Biblioteca Mário de Andrade abre programação do Cinemário 2019 com produções que apresentam a cidade de São Paulo

Entre os filmes da vez, estão os clássicos ”Carandiru” e ”’O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias”

Biblioteca Mário de Andrade chegou chegando em 2019! Para o primeiro mês do ano, a programação semanal do Cinemário, mostra de cinema do equipamento cultural, apresenta longas-metragens brasileiros que têm como plano de fundo, personagem ou elemento narrativo a cidade de São Paulo – seria uma homenagem aos 465 anos da capital?  

Crédito: ReproduçãoBiblioteca Mário de Andrade abre programação do Cinemário 2019 com produções que apresentam a cidade de São Paulo

Entre os filmes escolhidos para a programação de janeiro, estão: “Carandiru“, de Hector Babenco; “O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias“, de Cao Hamburguer; “São Paulo Sociedade Anônima“, de Luís Sérgio Person; e “Não por acaso“, de Philippe Barcinski.

As sessões de cinema na BMA acontecem toda quarta, às 19h, e a entrada é totalmente gratuita!

Confira a programação abaixo:

  • 1. Carandiru

    Carandiru, com direção de Hector Babenco (2003), 09/01, às 19h

    Um médico (Luiz Carlos Vasconcelos) se oferece para realizar um trabalho de prevenção a AIDS no maior presídio da América Latina, o Carandiru.
    Lá ele convive com a realidade atrás das grades, que inclui violência, superlotação das celas e instalações precárias.
    Porém, apesar de todos os problemas, o médico logo percebe que os prisioneiros não são figuras demoníacas, existindo dentro da prisão solidariedade, organização e uma grande vontade de viver.

  • 2. O Ano em que meus pais saíram de férias

    O Ano em que meus pais saíram de férias (2016), com direção de Cao Hamburguer, 16/01, às 19h

    O documentário apresenta histórias das noites gays em São Paulo nas décadas de 1960, 1970 e 1980.
    Fazendo uma viagem no passado, os personagens mostram as histórias das dançarinas e transformistas que se apresentavam nas famosas casas noturnas que marcaram época e tudo o que elas tiveram que passar, como a imposição da ditadura e a famosa explosão da Aids.

  • 3. São Paulo Sociedade Anônima

    São Paulo Sociedade Anônima (1965), com direção de Luís Sérgio Person, 23/01, às 19h

    Em São Paulo, entre 1957 e 1961, é mostrada a trajetória de Carlos (Walmor Chagas), que pertence à classe média.
    Guiando-se pelas chances imediatas que lhe são dadas pela sociedade, ele ingressa numa grande empresa.
    Depois aceita um cargo numa fábrica de auto-peças, da qual torna-se gerente.
    A certa altura se vê na pele de um chefe de família, que trabalha muito, ganha bem, mas vive insatisfeito. Sem projeto de vida ou perspectivas de se opor à condição que rejeita, só lhe resta fugir.

  • 4. Não por acaso

    Crédito: reproduçãoLegenda: Não por acaso

    Não por acaso (2007), com direção de Philippe Barcinski, 30/01, às 19h

    Ênio (Leonardo Meideiros) é um engenheiro de trânsito que comanda o fluxo de carros em São Paulo.
    Ele possui uma mania de controle que também se reflete em sua casa, onde suas ações são extremamente controladas.
    Ele se surpreende quando reencontra Mônica (Graziella Moretto), sua ex-mulher, que lhe diz que sua filha Bia (Rita Batata), de 16 anos, deseja conhecê-lo.
    O encontro é adiado devido a um acidente sofrido por Mônica, que atropela Teresa (Branca Messina). Ambas morrem, o que faz com que Ênio e Pedro (Rodrigo Santoro), namorado de Teresa e dono de uma marcenaria especializada na construção de mesas de sinuca, entrem em luto.
    Seis meses depois Bia encontra Ênio, mas pai e filha enfrentam dificuldades em se relacionar.
    Já Pedro é forçado a visitar o antigo apartamento de Teresa, onde agora vive Lúcia (Letícia Sabatella).

  • Assista ao trailer de Carandiru:
 Fonte: Catraca Livre

Sobre admin

Check Also

Procon-SP orienta consumidor sobre compras em sebos

Nota fiscal deve ser exigida sempre; para efetuar reclamação de vícios aparentes e de fácil …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *