Página inicial / Leitura / “Retratos da Leitura” traz dados preocupantes sobre os leitores

“Retratos da Leitura” traz dados preocupantes sobre os leitores

19Pesquisa aponta a diminuição no número de leitores, como afirma a professora Marisa Midori

Texto por Claudia Costa

Na última coluna Bibliomania do ano, a professora Marisa Midori dá continuidade à pesquisa Retratos da Leitura, versão 2019, do Instituto Pró-Livro. Como aponta a pesquisa, de 2015 a 2019 a participação de leitores caiu 4 pontos porcentuais e a região Sudeste perdeu 10 pontos da participação dos leitores declarados, ou seja, de 61%, em 2015, a taxa desceu para 51%, em 2019. “Se considerarmos que estamos a tratar da região mais rica do Brasil, parece evidente que os recursos materiais não estão sendo devidamente convertidos para a cultura e a educação”, analisa a professora. Marisa ainda afirma que, pensando nos perfis dos leitores entrevistados, o Brasil certamente é um país religioso e que a Bíblia é de longe o livro mais citado. “Em um universo de 4.270 leitores declarados, a Bíblia foi citada por 35% dos entrevistados”, destaca.

Já os dados sobre a motivação da leitura dos jovens, segundo ela, podem dar alguns sinais importantes para os profissionais do mercado editorial. “É interessante observar que a faixa etária que apresentou de forma mais expressiva o ‘gosto’ pela leitura como sua maior motivação foi justamente aquela que vai dos 7 aos 17 anos. Portanto, o ‘gosto’ existe nos anos de formação escolar”, informa, acrescentando que esse dado reforça a importância das políticas públicas voltadas para a distribuição de livros nas escolas, ao lado dos programas de fomento das bibliotecas acompanhado por uma política continuada de aquisições.

A professora ainda revela que esses leitores são muito exigentes e que os livros infantis e juvenis são ancorados não só no cinema e nas séries, mas também na aventura e fantasia. “Cabe agora às universidades manter esse ritmo de uma leitura que ultrapasse as fronteiras das apostilas e dos textos obrigatórios. Para isso, elas também devem enriquecer suas bibliotecas com livros para todos os apetites”, conclui.

Fonte: Jornal da USP

Sobre admin

Check Also

Comunicado Anuidade Pessoa Física 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *