Página inicial / Notícias / Projeto de leitura leva entretenimento às crianças do Hospital de Amor Infantojuvenil

Projeto de leitura leva entretenimento às crianças do Hospital de Amor Infantojuvenil

Quem vê os olhos brilhantes da professora aposentada, Yara Regina Calado, 69 anos, nem imagina o amor que a voluntária da Associação Voluntária de Combate ao Câncer (AVCC) tem pela leitura e pelas crianças do Hospital de Amor Infantojuvenil. É com um sorriso largo no rosto e uma alegria contagiante que a leitora visita as crianças que estão em tratamento na unidade, todas as terças-feiras, das 14h às 16h, e quartas-feiras, das 9h às 11h.

Após 18 anos atuando nas escolas de São Paulo como professora infantil e coordenadora pedagógica, Yara aprendeu a amar o convívio com os pequenos e ganhou experiência para elaborar projetos. “A gente nasce professora. Não é a gente que escolhe, é a profissão que nos escolhe”. Com tanto conhecimento e um coração repleto de vontade de fazer o bem, ela resolveu desenvolver um projeto de leitura para crianças da Hospital.

O início do projeto
Tudo começou quando Yara mudou-se para Barretos (da metrópole para o interior) e estranhou a mudança de costumes e hábitos. Para dar mais “vida” à sua rotina, ela iniciou sua missão como voluntária da AVCC, em 2015, e logo entrou em contato com o Hospital Infantojuvenil, demonstrando seu interesse em ler histórias para os pacientes. A ideia foi aprovada e, em 2016, as crianças da unidade ganharam uma ‘madrinha de leitura’.

“Eu tenho uma concorrência muito grande, que são os celulares, mas eu procuro trazer os livros que eles escolhem, para estabelecer uma relação da história contada ali com a vida deles”, contou a aposentada, que afirma encontrar boas razões para tocar o projeto a cada encontro com os pacientes.

A aceitação dos familiares foi bastante positiva. De acordo Tamires Nascimento, mãe da paciente Fabiani Serra Silva, de apenas 6 anos, é muito importante que a filha tenha acesso a um projeto didático como esse. “Minha filha adora ler e eu sempre procuro contar histórias antes dela dormir. Os preferidos são os contos de fadas e quando eu não conto a história corretamente, ela sempre me corrige”.

Vestindo uma camiseta com a estampa de uma de suas princesas favoritas, a Bela, do clássico ‘A Bela e A Fera’, Fabiani escuta, atentamente, a história escolhida por ela mesma, enquanto a ‘contadora’ Yara, toda empolgada, tenta minimizar a dura rotina de tratamento da pequena, na sala de quimioterapia. “Pense em uma coisa que você quis. Agora encontre com os olhos da mente e a sinta no seu coração”, leu a professora.

Contribuição
Atualmente, Yara compra os livros que leva para os pacientes, mas se diz receptiva para receber doações, já que as crianças estão cada dia mais exigentes.
Além disso, a professora espera contar com a contribuição de novos voluntários no projeto de leitura, a fim de entreter e divertir ainda mais crianças da instituição.

Fonte: Hospital do Câncer de Barretos

Sobre admin

Check Also

Cédula de Identidade do Bibliotecário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *