Página inicial / Notícias / Pesquisa: Incertezas críticas quanto ao futuro das bibliotecas no Século XXI

Pesquisa: Incertezas críticas quanto ao futuro das bibliotecas no Século XXI

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), no âmbito do Projeto Bibliothinking 2050, desenvolve a pesquisa “Incertezas críticas quanto ao futuro das bibliotecas no Século XXI”, que tem por objetivo identificar qual a probabilidade de ocorrência de eventos que impactem a capacidade das Bibliotecas da Administração Pública Federal de realizarem inovações disruptivas e se posicionarem na agenda estratégica do Estado brasileiro.

A pesquisa parte do pressuposto de que o futuro é múltiplo e incerto, sendo um constructo da nossa mente. Acredita-se que, por meio dessa pesquisa, ao se captar a percepção dos respondentes quanto ao futuro, será possível formular propostas de políticas públicas que promovam investimentos mais eficazes na área.

Diante disso, solicitamos a sua colaboração, respondendo ao seguinte questionário eletrônico: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfkVhJ1L5uqPym30mcXJxiEk3iKv72mZBLaT3FEHSzmBlVc3g/viewform?fbzx=-4384763633850900000

A pesquisa não irá tomar mais de 15 min do seu tempo. Os resultados serão compartilhados com todos os respondentes assim que consolidados e analisados. Os interessados em ter acesso às respostas terão que registrar seus e-mails na primeira página do questionário, que poderá ser respondido pelo computador (desktop/notebook), celular ou tablet.

Participe!

Compartilhe o link com seus amigos bibliotecários!

Mais informações sobre a pesquisa:

Lúcia Lemos

Divisão de Biblioteca

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)

SBS – Quadra 1 – Bloco J – Ed. BNDES – Sala 218

CEP 70.076-900 – Brasília – DF – Brasil

+55 (61) 2026-5318

lucia.lemos@ipea.gov.br

Agradecemos sua colaboração!

Sobre admin

Check Also

Resgate de livros de judeus roubados pelos nazistas se intensifica

Pesquisadores desenvolveram roteiro para rastrear as obras, muitas das quais ainda estão nas prateleiras de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *