Página inicial / Minorias Sociais / Página reúne iniciativas do Senado em favor da responsabilidade social

Página reúne iniciativas do Senado em favor da responsabilidade social

O Senado lançou uma página na internet que reúne as iniciativas da Casa na área da responsabilidade social, com informações sobre acessibilidade, equidade de gênero e raça e sustentabilidade. A iniciativa é da Secretaria do Comitê de Internet em parceria com a Diretoria-Geral e do Núcleo de Coordenação de Ações Socioambientais (NCas), que será responsável pela gestão dos conteúdos do site.

Para o coordenador do NCas, Humberto Formiga, a organização de novas iniciativas e informações, antes dispersas, agora estão reunidas em um formato amigável e acessível para o cidadão.

Acessibilidade

O site mostra que as primeiras iniciativas para promover a acessibilidade foram adotadas há mais de 20 anos, a exemplo da impressão de obras em braile. Em 2005, o Senado criou o Programa de Valorização das Pessoas com Deficiência. Cinco anos depois, o Projeto Integrar permitiu que os espaços físicos da Casa fossem adaptados para ficar mais acessíveis.

Desde 2016, está em vigor o Plano de Acessibilidade, que garantiu, por exemplo, carros e vans adaptados, sinalização tátil de piso e vagas especiais de estacionamento, além da aquisição de triciclos e cadeiras de rodas. Na internet, o portal do Senado busca ser acessível. Além disso, a Casa tem promovido cursos de capacitação para atender os visitantes e as quase 200 pessoas com deficiência que integram o corpo funcional.

Equidade

Na área de equidade, o objetivo do Senado é garantir tratamento e oportunidades iguais para todos, sem preconceito de origem, raça, gênero, cor e outras formas de discriminação. Diretora-geral do Senado, Ilana Trombka, afirma no vídeo publicado na nova página que o Senado sempre quis ser um modelo para todo o país. E cita a criação, em 2015, do Comitê de Gênero e Raça.

Entre as ações do comitê está o Programa de Assistência à Mãe Nutriz, que garante às mães de bebê de até 15 meses uma jornada de trabalho de seis horas, e o programa que reserva 2% das vagas de trabalho terceirizado no Senado a mulheres vítimas de violência doméstica. A página cita ainda a campanha contra o assédio moral e sexual.

Desde 2011, o Senado mantém o Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça. E em 2019, foi lançado o Plano de Equidade de Gênero e Raça, que ampliou as ações em favor da igualdade de oportunidades para colaboradoras e colaboradores.

Sustentabilidade

Um dos destaques da página de responsabilidade social é o Plano de Gestão de Logística Sustentável, ferramenta de planejamento de práticas de sustentabilidade e racionalização dos gastos e processos administrativos. Outra iniciativa é o programa de visitação ao Viveiro do Senado. E há a Feira Orgânica, realizada semanalmente sem nenhum gasto para a Casa.

Quanto às boas práticas, foi criado o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, que garantiu a distribuição de coletores em todo o Senado para separação dos resíduos e destinação correta dos materiais recicláveis. E uma unidade de coleta — o Ecoponto — abriga contêineres para coleta de eletroeletrônicos.

Outra iniciativa é a Rede Legislativo Sustentável, que prevê a cooperação entre instituições com o objetivo de promover o intercâmbio de práticas e o desenvolvimento de ações voltadas para uma gestão pública sustentável. Integram a parceria com o Senado, o Tribunal de Contas da União e a Câmara dos Deputados, além de assembleias legislativas.

Fonte: Agência Senado

Sobre admin

Check Also

DO BALCÃO DA BIBLIOTECA À BANCADA DO PARLAMENTO

A participação de profissionais da biblioteconomia na política partidária no Brasil Texto por Carlos Wellington …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *