Página inicial / Notícias / O papel dos Fundos Locais nas Bibliotecas Públicas

O papel dos Fundos Locais nas Bibliotecas Públicas

Fundo Regional – Biblioteca Municipal de Portimão (Fotos D.R.)

Nesse sentido, este artigo pretende destacar a importância da criação e manutenção do Fundo Local, dentro do acervo das Bibliotecas Públicas. Evidenciando os seguintes pontos do Manifesto, “5. Promover o conhecimento sobre a herança cultural; 8. Apoiar a tradição oral; 9. Assegurar o acesso dos cidadãos a todo o tipo de informação da comunidade local”. 

O Fundo Local é, por assim dizer, a memória de uma comunidade. No que concerne à recolha, tratamento e divulgação da cultura do concelho e da Região. É através dele que as Bibliotecas Publicas cumprem parte da sua missão. Observando que parte da “sua história” foi construída a partir da transmissão oral, de geração em geração e que os eventos ocorridos hoje serão tema de pesquisa no futuro. É imprescindível recuperar todo o “material” produzido na área geográfica em que a Biblioteca está inserida, como forma de “arquivo temático”, para divulgação e promoção da cultura local e regional. Nesse sentido e tendo noção da importância da preservação das memórias, usos e costumes da sua coletividade, o Fundo Local revela-se uma mais-valia para a cultura local.

Fundo loca l- Biblioteca Municipal de Portimão

As Bibliotecas Públicas do Algarve, em geral, oferecem aos seus utilizadores, um Fundo Local em livre acesso e/ou, um Fundo Local reservado. Sendo que, cada uma, ordena o seu Fundo, segundo a sua politica de disposição da coleção e pelas necessidades dos seus utilizadores. Em ambos (em livre acesso e/ou, reservado), é possível estudar registos de fontes e factos, analisados e recuperados por investigadores, historiadores, estudantes e/ou curiosos, com interesse no património cultural da região. Conhecimento da “história das gentes”, transformado em documentos ordenados numa subcolecção, desenvolvida e arrumada de forma a poder ser reavida nos diversos géneros da memória individual e coletiva da comunidade onde estão inseridos.

Os documentos, que constituem o Fundo Local são, quase todos, adquiridos através de oferta, ou permuta, uma vez que este tipo de publicação é normalmente editada pelos próprios municípios. Contudo, as publicações sobre temáticas regionais aumentaram nos últimos anos, valorizando assim a subcolecção e a consolidação de uma resposta positiva para as questões colocadas pelos utilizadores.

A Subclasse (Fundo Local, Regional e/ou Reservado) representa uma percentagem diminuta do acervo global das Bibliotecas Publicas, mas é, cada vez mais, de importância superior à quantidade de documentos que a constitui. O que se justifica pela especificidade da temática, raridade de algumas obras e pelo papel social que as Bibliotecas representam atualmente para a comunidade.

[1] https://www.ifla.org/files/assets/public-libraries/publications/PL-manifesto/pl-manifesto-pt.pdf

Virgínia Maio
(Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes de Portimão)

(CM)

Fonte: Postal do Algarve

Sobre admin

Check Also

Seminário “Retratos da Leitura” Bibliotecas Escolares Bibliotecas na escola fazem diferença na aprendizagem dos alunos?

Texto por Luciane de Queiroz Modesto Mietto, Conselheira CRB-8 Com essa pergunta, esse problema a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *