Página inicial / Notícias / O mercado de trabalho do bibliotecário

O mercado de trabalho do bibliotecário

A atuação do bibliotecário está cada vez menos limitada às bibliotecas e esse trabalhador, atualmente conhecido como profissional da informação, enfrenta o desafio de inserir-se e manter-se atrativo no mercado de trabalho, que está cada vez mais exigente e competitivo. Para manter-se empregável, ele precisa, constantemente, aprimorar os seus conhecimentos e desenvolver suas habilidades técnicas e pessoais por meio da educação e treinamento, ambos em consonância com as necessidades do mercado.

O papel das bibliotecas

O papel das bibliotecas atualmente não se restringe apenas à oferta de livros e informações, mas sobretudo à capacidade de oferecem meios para que haja interação e participação entre pessoas. As bibliotecas assumem um papel dinâmico em função da evolução tecnológica dos dias atuais.

O papel dos bibliotecários

Os bibliotecários, profissionais conhecidos tradicionalmente pela habilidade em gerenciar acervos bibliográficos contidos em suportes tangíveis, tais como livros, periódicos, recursos audiovisuais e mapas, passam a atuar em outros ambientes e em novos suportes. Eles são drasticamente afetados pelo declínio do emprego formal, pela informatização do ambiente de trabalho, pelo avanço das tecnologias da informação e comunicação, pelo crescimento do emprego parcial e precarização do emprego, pela rápida desqualificação do trabalhador, por processos de reengenharia, terceirização, entre outros. Por isso, para manterem-se atrativos para o mercado e poderem alcançar o sucesso profissional, eles precisam, de forma mais exacerbada, caracterizar-se pelo polimorfismo e versatilidade

Profissionais da informação

Os profissionais da informação podem trabalhar em bibliotecas, centros de informação, centros de documentação, redes, sistemas de informação e prestar serviços de assessoria e consultoria. Eles devem desenvolver estudos, pesquisas e ações educativas, difundindo assim a cultura. Precisam demonstrar raciocínio lógico, pró-atividade, criatividade, capacidade de concentração, de análise e síntese; capacidade empreendedora, de comunicação e de negociação; conhecimento de outros idiomas; senso de organização, agir
com ética, manter-se atualizado, liderar equipes e trabalhar em equipe e em rede. Devem ser também: criativos, inovadores, capazes de se comunicarem eficientemente e de perceber oportunidades em novos contextos.

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho do bibliotecário está dividido em três grupos: o “mercado informacional tradicional” que abrange as bibliotecas públicas, universitárias, escolares, especializadas, centros culturais e arquivos; o “mercado informacional de tendências”, que compreende a atuação em centros de informação/documentação em empresas privadas, bancos e bases de dados eletrônicos e digitais, portais de conteúdo e portais na internet ou intranet e, o “mercado informacional existente e não ocupado”, que é composto por editoras, empresas privadas, provedores de internet, livrarias, bancos e bases de dados.

Habilidades e competências do bibliotecário

O profissional da informação tem o papel de processador e “filtrador” da informação, buscando melhorar a qualidade para as demandas por pesquisa apresentadas pelos usuários/clientes. Traçando um perfil desse profissional, a autora ressalta algumas características que considera fundamentais ao bibliotecário, tais como ser criativo, empreendedor, ousado, investigativo e dinâmico.

10 competências-chave

  1. Compreender a estrutura do conhecimento e da informação;

  2. Construir a consciência da necessidade de informação;

  3. Projetar e implementar estratégias de busca;

  4. Localizar os recursos de informação;

  5. Avaliar e compreender a informação;

  6. Interpretar informações;

  7. Comunicar a informação;

  8. Aproveitar as expressões artísticas da informação;

  9. Avaliar o processo e o resultado da busca; e,

  10. Reconhecer o valor da informação no desenvolvimento da sociedade.

Fonte

Fonte: Portal do Bibliotecário

Sobre admin

Check Also

Seminário “Retratos da Leitura” Bibliotecas Escolares Bibliotecas na escola fazem diferença na aprendizagem dos alunos?

Texto por Luciane de Queiroz Modesto Mietto, Conselheira CRB-8 Com essa pergunta, esse problema a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *