Página inicial / Mercado Editorial / Editoras / ‘O livro, para mim, é o alimento da alma’

‘O livro, para mim, é o alimento da alma’

O livreiro José Xavier Cortez é o convidado desta semana do PublishNews Entrevista, programa da PublishNewsTV que quer criar um arquivo da memória do mercado editorial brasileiro

No seu programa de número 50, o PublishNews Entrevista, programa da PublishNewsTV que tem criado um arquivo da memória do mercado editorial brasileiro, trouxe outro nome de peso: José Xavier Cortez.

Cortez largou o cabo da enxada, foi trabalhar em motores de navios da Marinha, sofreu o golpe do Golpe de 64, assistiu à morte dos companheiros de mar e muito longe de seu Rio Grande do Norte, ancorado na Zona Oeste de São Paulo, tornou-se um dos livreiros e editores mais admirados do país. Em sua conversa com André Argolo, ele contou a história de sua vida e começou a conversa com uma frase que define sua trajetória. “Naquele tempo eu cultivava a terra que produzia alimentos que nutriam o nosso corpo, hoje eu produzo livros que cultivam a nossa mente e a nossa alma e nos faz viver melhor. […] O livro, para mim, é o alimento da alma”, contou.

Cortez começou como livreiro e tornou-se editor, muito por conta da sua vontade de aprender novas coisas e enfrentar a censura. “Eu fui motivado por muitos professores […] Teve toda uma questão política que foi muito importante, eu vivi este tempo”, lembrou, comentando que até hoje busca se atualizar. “Hoje, nessa idade que estou, estou fazendo o curso Universidade Aberta à Maturidade, é maravilhoso”, disse orgulhoso.

Há 40 anos no mercado editorial, Cortez tem muitas histórias para contar e conselhos para dar. Ao ser perguntado que conselho daria para alguém que pensa em abrir uma livraria, ele foi enfático. “Eu acho que abrir uma livraria é mais do que um conselho, é uma benção. Porque você vai trabalhar com o produto que é o livro e você sabe que as pessoas que leem se apropriam daquele conhecimento e daquele significado. […] Entre vender um gole de cachaça para alguém, ou uma garrafa, ou um litro, ou seja lá o que for, e vender um livro, o que você acha que vai causar mais benefício à pessoa? Claro que é o livro!”, concluiu.

Na conversa, Cortez assumiu o seu lado otimista e falou ainda sobre sua vida, sua luta contra a censura, a importância de incentivar a leitura e as dificuldades enfrentadas pelo mercado editorial.

O PublishNews Entrevista é um oferecimento do #coisadelivreiro, consultoria em marketing e inteligência de negócios para o mercado editorial.

Ao alcançar 50 programas, reunimos todos em um só vídeo que celebra essa marca. Para assisti-lo, clique aqui.

Além de estar disponível no canal do PublishNews no YouTube, a entrevista com José Xavier Cortez está disponível em áudio também pelas plataformas digitais: SpotifyiTunesGoogle Podcasts e Overcast.


Fonte: PUBLISHNEWS

Sobre admin

Check Also

Bibliotecárias negras brasileira e colombiana produzem livro sobre epistemologias latino-americanas no campo biblioteconômico-informacional

Texto por Priscila Fevrier Qual a incidência de estudos de mulheres negras em Biblioteconomia e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *