Página inicial / Biblioteconomia / Bibliotecas / Nova edição de “Livro” traz dossiê sobre museus e bibliotecas

Nova edição de “Livro” traz dossiê sobre museus e bibliotecas

Revista do Núcleo de Estudos do Livro e da Edição da USP será lançada nesta terça-feira, na Livraria da Vila

Texto por Caio Santana

A Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da USP é uma das instituições analisadas em artigos publicados no dossiê da nova edição da revista Livro – Foto: Marcos Santos/ USP Imagens

Um amplo e rico documento sobre a relevância dos museus e bibliotecas. Assim pode ser descrito o dossiê “Museus/Bibliotecas”, publicado na nova edição da revista Livro, que será lançada nesta terça-feira, dia 19, a partir das 18 horas, na Livraria da Vila, em São Paulo. Editada pelo Núcleo de Estudos do Livro e da Edição (Nele) da USP, em parceria com a Ateliê Editorial, Livro tem 450 páginas e chega ao público em edição dupla: é o número 7 e 8 da revista.

Ilustrado com fotos e imagens coloridas, o dossiê “Museus/Bibliotecas” é composto de nove artigos, que abordam diferentes aspectos ligados a esse tema. Um deles é assinado pelo professor Frédéric Barbier, da École Pratique des Hautes Études, em Paris, na França, um dos mais importantes historiadores do livro da atualidade, autor de História do Livro e de História das Bibliotecas, entre outras obras. Em seu artigo, intitulado “Bibliotecas e museus – Algumas reflexões sobre conjuntura histórica”, Barbier destaca que, atualmente, a história das bibliotecas passa por um renascimento, em razão de diversos fatores. “Em primeiro lugar, a renovação historiográfica leva em consideração a biblioteca sob uma perspectiva mais antropológica, concentrada no status e no papel das instituições na sociedade de seu tempo, nos hábitos do público e dos profissionais e nas representações da biblioteca dentro do modelo cultural global”, escreve o professor. “Por outro lado, ‘a terceira revolução do livro’, em que estamos empenhados, levanta a questão da biblioteca sob uma linguagem renovada. No mundo da informação partilhada, a biblioteca não pode mais funcionar sob o princípio tradicional de estocagem e precisa inventar novo papel.”

A tradição italiana dos museus inserida nas bibliotecas” é o título do artigo de Andrea De Pasquale, diretor da Biblioteca Nacional Central de Roma, na Itália. Nele, Pasquale mostra como as bibliotecas italianas governamentais, a partir da primeira metade do século 19, criaram áreas permanentes de exposição de seus acervos, em busca de ampliar o atendimento ao público.

O Prêmio Amigo do Livro é representado por um troféu concebido pela artista plástica Maria Bonomi – Foto: Jorge Maruta / USP Imagens

A Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro e a Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da USP também são temas de artigos publicados no dossiê, assinados, respectivamente, pela professora Marisa Midori, docente da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e editora de Livro, ao lado de Plinio Martins Filho, e pelo historiador Carlos Zeron, diretor da BBM.

Outros artigos publicados no dossiê são “As Bibliotecas nos Itinera Erudita et Bibliothecaria”, de Fiammetta Sabba, “Propósitos museológicos da Real Biblioteca (1913-1980)”, de María Luisa López-Vidriero Abelló, “A Biblioteca-Museu Inguimbertina de Carpentras”, de Jean-François Delmas, e “Hibridismo, Fab Lab, Terceiro Lugar… Museal?”, de Christophe Didier.

A apresentação é de autoria dos organizadores do dossiê, Marisa Midori e Andrea De Pasquale. “Os estudos que compõem este dossiê apontam para reflexões inovadoras no campo da história das bibliotecas. Por exemplo, a percepção das coleções bibliográficas como artefatos museológicos e seus pontos de contato com a política, mas também com a própria cultura do livro, seja do ponto de vista da bibliofilia, seja em sua relação com a cultura de massas”, escrevem os organizadores. “Isso nos leva a refletir sobre as múltiplas formas de apropriação das bibliotecas, ontem e hoje, desde a percepção de que elas se inscrevem nos itinerários dos viajantes eruditos do passado até a sua adequação às visitas de um público bem mais abrangente de leitores e de frequentadores.”

Ilustração do poema O Aprendiz de Feiticeiro, de Goethe, feita por Ferdinand Barth – Wikimedia Commons
A nova edição da revista Livro – Foto: Reprodução

Outras seções da revista

Além do dossiê “Museus/Bibliotecas”, Livro traz também outras sessões fixas, como Almanaque, que inclui dois artigos: “Escritores e publicidade – Das origens da publicidade no Brasil à década de 1970”, de Ubiratan Machado, e “Machado e Garnier”, de Cláudio Giordano.

O professor José de Paula Ramos Jr., também da ECA, é responsável pela seção Letra e Arte. Foi ele que selecionou, para esta edição de Livro, uma tradução inédita de O Aprendiz de Feiticeiro, do poeta alemão Johann Wolfgang Goethe. Além de trazer o poema em versão bilíngue (alemão e português), em tradução de Roberto Oliveira, a seção traz artigos que contam a trajetória editorial do texto de Goethe, desde suas origens até quando ele se torna um desenho animado produzido pelos estúdios Disney.

Na seção Leitura, há uma pesquisa inédita da Ana Cláudia Suriani, professora da Universidade de Londres, na Inglaterra, que apresenta a fortuna editorial do escritor Machado de Assis. “Com seu levantamento empírico baseado em outros levantamentos existentes, creio que temos o último balanço do que Machado escreveu”, disse a professora Marisa Midori ao Jornal da USP.

Já na seção Debate estão publicados dois textos: “Os manuscritos de Georg Lukács”, de István Monok, e “A invasão das fake news nas democracias”, de Jaen-Yves Mollier.

Conversas de Livraria, Arquivo, Acervo, Memória, Bibliomania e Estante são outras seções da revista Livro.

Entrega do Prêmio Amigo do Livro

Durante o lançamento da nova edição da revista Livro, nesta terça-feira, dia 19, será entregue o Prêmio Amigo do Livro, na forma de uma escultura da artista plástica Maria Bonomi. Concedido pelo Nele, a honraria será destinada a quatro personalidades ligadas ao livro e à biblioteca: Antônio Agenor Briquet de Lemos, Geraldo Moreira Prado, conhecido como Mestre Alagoinha, Gustavo Piqueira e Ubiratan Machado.

A revista Livro, número 7/8, do Núcleo de Estudos do Livro e da Edição (Nele) da USP, será lançada nesta terça-feira, dia 19, às 18 horas, na Livraria da Vila (Rua Fradique Coutinho, 915, Pinheiros, em São Paulo).

Fonte: Jornal da USP

Sobre admin

Check Also

Clube do Livro Diadema promove encontros virtuais de leitura durante a pandemia

Iniciado em fevereiro de 2020, pela leitora Michele Alves, o Clube do Livro Diadema é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *