Página inicial / Museologia / Museus / Museu da USP sobre história da medicina mostra acervo pela internet

Museu da USP sobre história da medicina mostra acervo pela internet

Toda semana, o museu da Faculdade de Medicina vai expor em suas redes sociais itens importantes do acervo; história das pandemias é um dos temas abordados

Uma seringa de vidro usada em 1930; a primeira máquina da América Latina que funcionou como coração artificial em 1958; e peças de cera, da mesma época, que mostram de forma realista lesões de pele, como as que surgem da sífilis. Materiais como esses, que contam a história da Medicina, serão agora apresentados ao público pelas redes sociais da Faculdade de Medicina da USP (FacebookInstagramYouTube e Twitter). Eles fazem parte do acervo do Museu Histórico Prof. Carlos da Silva Lacaz, que está fechado por causa da pandemia de coronavírus.

Gripe espanhola é um dos temas abordados no acervo do Museu Histórico da Faculdade de Medicina – Foto: National Museum of Health and Medicine / Domínio público

Para compartilhar conhecimentos com as pessoas que estão em casa, até que seja possível reabrir o museu de forma segura, serão apresentados semanalmente três projetos. Em História das pandemias e das endemias, às segundas-feiras, o museu vai tratar da gripe espanhola em São Paulo, em 1918, e dos aspectos históricos de endemias como doença de Chagas, sífilis e tuberculose. O material é produzido pelos historiadores do museu em parceria com pesquisadores e pós-graduandos convidados.

Às quartas-feiras, O acervo e suas histórias apresentará vídeos explicativos com os conteúdos do acervo, incluindo materiais, documentos, obras de arte ou iconografia, com indicação de procedência, historicidade e relevância. A seleção será feita com base em itens raros que não constam da exposição física.

O Acervo e sua preservação, tema das sextas-feiras, vai abordar informações sobre preservação do acervo, mostrando como o museu está trabalhando com os seus materiais neste período de fechamento.

Para compartilhar conhecimentos com as pessoas que estão em casa, até que seja possível reabrir o museu de forma segura, serão apresentados semanalmente três projetos. Em História das pandemias e das endemias, às segundas-feiras, o museu vai tratar da gripe espanhola em São Paulo, em 1918, e dos aspectos históricos de endemias como doença de Chagas, sífilis e tuberculose. O material é produzido pelos historiadores do museu em parceria com pesquisadores e pós-graduandos convidados.

Às quartas-feiras, O acervo e suas histórias apresentará vídeos explicativos com os conteúdos do acervo, incluindo materiais, documentos, obras de arte ou iconografia, com indicação de procedência, historicidade e relevância. A seleção será feita com base em itens raros que não constam da exposição física.

O Acervo e sua preservação, tema das sextas-feiras, vai abordar informações sobre preservação do acervo, mostrando como o museu está trabalhando com os seus materiais neste período de fechamento.

Livro disponível para download no Museu Histórico da Faculdade de Medicina [clique na imagem para ver] – Foto: Reprodução/FMUSP

Cultura médica

O Museu Histórico da Faculdade de Medicina foi criado em 1977 com apoio da elite médica paulista e de parte significativa dos professores e alunos da própria Faculdade. Considerado o primeiro museu de cultura médica do Brasil, atualmente é voltado para a pesquisa e para o público geral, com exposições e roteiros educativos em temas como História das práticas médicas e de saúde, Arte e Medicina, História social das doenças, entre outros. O museu recebe grupos de estudantes que cursam desde o ensino fundamental, até cursos de graduação e pós-graduação oriundos de todo o Brasil e do mundo.

No site do museu é possível conhecer parte do acervo em um guia disponível on-line, além de ter acesso a livros completos para download sobre a história da medicina.

Mostra Virtual do Museu Histórico “Prof. Carlos da Silva Lacaz”
Faculdade de Medicina da USP

Segunda: História das pandemias e das endemias

Quarta: O acervo e suas histórias

Sexta: O acervo e sua preservação

Disponível em: FacebookInstagramYouTube e Twitter

Site: https://www.fm.usp.br/museu

Telefone: (11) 3061-7249

E-mail museu.historico@fm.usp.br

Leia mais

Exposição “A Pele Enferma” conecta a arte ao mundo científico

A mostra reúne quarenta peças em cera, produzidas pelo artista plástico Augusto Esteves entre as décadas de 30 e 50, representando as principais doenças dermatológicas existentes naquela época

Fonte: Jornal da USP

Sobre admin

Check Also

Bibliotecárias negras brasileira e colombiana produzem livro sobre epistemologias latino-americanas no campo biblioteconômico-informacional

Texto por Priscila Fevrier Qual a incidência de estudos de mulheres negras em Biblioteconomia e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *