Página inicial / Notícias / Mobiliza FECLESC: alunos protestam a ausência de bibliotecário com comemoração satírica

Mobiliza FECLESC: alunos protestam a ausência de bibliotecário com comemoração satírica

O protesto foi uma forma de chamar atenção para a situação de descaso em que se encontra a instituição. Foto:(RC)


Região Central
: Alunos da Faculdade de Educação Ciências e Letras do sertão central, FECLESC realizaram na noite desta quinta-feira (04), um protesto que teve como objetivo denunciar ao Governo do Estado do Ceará a falta de Bibliotecário há exatos 365 dias na instituição. O ato foi realizado no Auditório Raquel de Queiroz, um espaço da própria universidade e contou com dezenas de alunos e professores.

Segundo a direção da faculdade, em 12 de setembro de 2018, foi aberto um processo para nomeação do novo candidato que tramitou vários meses na Secretaria do Estado e atualmente, o expediente está no gabinete do Governador do Estado há 131 dias para a assinatura do ato da nomeação.

O professor Luiz Oswaldo, Diretor da FECLESC, fez uso da palavra resgatando um pouco da história da Instituição: “ela foi feita assim: para construí-la a gente se juntava, fazia as campanhas, saia pedindo e construía. Para fazer funcionar, nos juntávamos, dávamos as mãos e saíamos lutando na tentativa de fazê-la funcionar.”

Luiz Oswaldo afirma que “quiseram acabar com a Universidade”, e por esse motivo, utilizaram o Slogan “FECLESC, o povo construiu. A quem interessa destruir?”. O não reconhecimento dos cursos e o corte de professores são exemplos de como foi verídico essa afirmação.

Bolo de comemoração do protesto. Foto:(RC)

O Diretor também pontua o descaso em que se encontra a estrutura do prédio e a necessidade de uma reforma do mesmo. Juntamente com os alunos, criou o Movimento “Mobiliza FECLESC” e a primeira proposta executada foi a “comemoração” simbólica e satírica de um ano sem bibliotecário, executada na noite de hoje (04).

Alunos e professores participantes do grupo “Mobiliza FECLESC” Foto:(RC)

Nas últimas semanas, foram realizados dentro da instituição diversos protestos e manifestações a respeito do corte do orçamento para a água potável do bebedouro dos alunos, que, devido ao corte de verbas foi retirada e substituída pela água da Cagece.

Fonte: revistacentral.com.br

Sobre admin

Check Also

Bate-Papo FGV | Desafios e dificuldades na cultura e no mercado editorial no país, Marieta de Moraes

Clique na imagem para assistir o vídeo A cultura perdeu o protagonismo no Brasil no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *