Página inicial / Notícias / Livros infantojuvenis são grafitados em muros de Brasília

Livros infantojuvenis são grafitados em muros de Brasília

Com a ideia de popularizar e democratizar a leitura, o escritor e redator publicitário Hugo Barros é responsável pelo projeto

Texto por Clara Ribeiro

Com a ideia de popularizar e democratizar a leitura, o escritor e redator publicitário Hugo Barros lançou seu primeiro livro, “O menino invisível” em um muro de Brasília. Só depois que teve a sua publicação em papel.

Interessante, não? Página por página foi grafitada pela artista Camilla Santos, que atende pelo nome artístico Siren, contando a história de forma colorida e totalmente diferente da convencional.

A ação deu tão certo que se tornou um projeto encabeçado por Barros. O “Livro de Rua” nasceu para dar espaço a outros títulos infantojuvenis nas ruas brasilienses.

“Não é apenas um livro grafitado na rua, são também os assuntos encontrados nela. Faz mais sentido quando você imprime na rua porque ela pode dar mais força para as histórias, como a adoção de animais ou bullying, por exemplo”, conta o autor.

Acesse a matéria completa publicada pelo Notícias Concursos e conheça mais sobre o projeto “Livro na Rua”

Sobre admin

Check Also

Projeto de leitura para pessoas acima de 60 anos está com inscrições abertas em Itapetininga

Segundo a prefeitura, a iniciativa é totalmente digital e segura. Acervo virtual possui mais de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *