Página inicial / Notícias / Literatura infantil: o mundo de faz de conta

Literatura infantil: o mundo de faz de conta

A importância da literatura se dá porque as crianças começam a formar sua leitura de mundo e despertar para rabiscos, traços e desenhos desde muito cedo, conforme as oportunidades que lhe são oferecidas. O meio no qual a criança vive, ou seja, a oportunidade oferecida pela família como pela escola com os livros de literatura infantil, muito contribuem para seu desenvolvimento. Nesse sentido, uma criança que desde cedo escuta estórias contadas pelos seus pais, certamente será um adulto leitor acostumado ao hábito de leitura, terá prazer em ler, sua imaginação e criatividade serão estimuladas a expressar ideias. É bom ressaltar ainda que a literatura infantil oportuniza situações, nas quais as crianças podem interagir em seu processo de construção do conhecimento possibilitando, assim, o seu desenvolvimento e aprendizagem. Além disso, o universo da leitura não deve ser compreendido somente como recurso à alfabetização, mas também, como um instrumento que permite a interpretação e a compreensão daquilo que se lê.

Baseado em Paulo Freire (1997), nós educadores devemos estimular e propiciar ao alcance das crianças os livros infantis, os contos, as poesias, os mitos, as lendas, as fábulas, permitindo-lhes penetrar em seu universo mágico dos sonhos. É o caminho não apenas de sua descoberta, mas também um dos mais completos meios de enriquecimento e desenvolvimento de sua personalidade.

Dessa forma, diferentes habilidades são afloradas por meio da literatura, entre elas a linguagem, contribuindo para a ampliação do vocabulário e incentivando a criatividade e a vivência de mundo do faz conta. Faz-se necessário reconhecer a importância da Literatura Infantil e incentivar a formação do hábito de leitura na idade em que todos os hábitos se formam, isto é, na infância. Neste sentido, a Literatura Infantil é um caminho que leva a criança a desenvolver a imaginação, emoções e sentimentos de forma prazerosa e significativa, haja vista, que nessa fase, a linguagem é a habilidade que as crianças mais desenvolvem, sendo que a interlocução com o adulto favorece esse processo, principalmente quando mediado pela literatura, oferecendo contato com a língua escrita, já que linguagem cotidiana dá acesso à norma padrão da língua.

Ler, contar e ouvir histórias são atividades pelas quais a criança pode conhecer diferentes formas de falar, viver, pensar e agir, além do universo de valores, costumes e comportamentos de sua e de outras culturas situadas em tempos e espaços diversos. Sendo a leitura o caminho mais importante para chegar ao conhecimento, é fundamental que a criança se familiarize com os livros desde o primeiro ano de vida.

Todo bebê nasce apto à fala, um processo natural do desenvolvimento humano, no entanto ninguém nasce leitor. Para que isso aconteça é preciso incentivar o gosto pela leitura desde a creche. Vale destacar que a Educação Infantil tem a responsabilidade de resgatar e organizar o repertório das histórias que as crianças ouvem em casa e nos ambientes que frequentam, uma vez que essas histórias se constituem em rica fonte de informação sobre as diversas formas culturais de lidar com as emoções e com as questões éticas, contribuindo para a construção da subjetividade e da sensibilidade delas.

Sendo assim, ter o acesso à boa leitura é dispor de informação cultural que alimenta a imaginação e desperta o prazer pela leitura. A literatura é essencial ao homem e também à sua formação, pois promove o contato dele com alguma espécie de fabulação.

Torna-se necessário oferecer às crianças oportunidades de leitura de forma convidativa e prazerosa, sendo que neste sentido, a literatura infantil deve desempenhar um importante papel que é o de conduzir as crianças não só à aprendizagem contribuindo para uma escrita sistematizada, mas também oportunizar o desenvolvimento da reflexão e criticidade no aluno, além de permitir que se realize a leitura com fruição, isto é que se sinta prazer ao estar lendo.

Conclui-se diante do exposto acima que é fundamental que cada criança tenha o gosto e o prazer pela leitura, pois essa é uma dimensão essencial na vida de qualquer ser humano. Quando lemos estamos exercitando a mente e aguçando nossa inteligência.

(*) Carla Andressa Santos Muniz, Maria do Carmo Ferreira dos Santos Silva e Josiane de Lana C. Nascimento são professoras da Educação Infantil na UMEI Monteiro Lobato.

Fonte: A Tribuna

Sobre admin

Check Also

Bibliotecas em todo o mundo se preparam para um novo normal

Em todo o mundo, muitos países começaram uma reabertura gradual da vida pública, na tentativa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *