Página inicial / Notícias / História da tipografia franciscana em Jerusalém em mostra online

História da tipografia franciscana em Jerusalém em mostra online

Capela da Ascensão no Monte das Oliveiras, Jerusalém (AFP or licensors)

O objetivo da iniciativa é de apresentar alguns dos textos que fizeram parte da biblioteca da oficina franciscana de tipografia, agora conservados no fundo “Franciscan Printing Press” da Biblioteca Geral de Custódia da Terra Santa em Jerusalém.

“A pequena biblioteca do tipógrafo. Livros, prontuários e manuais das prateleiras da tipografia franciscana de Jerusalém” é a mostra digital disponível na Biblioteca da Custódia da Terra Santa, desde terça-feira, 19.

Em exibição, manuais e prontuários que serviam ao trabalho da Franciscan Printing Press, criada em 1847 pelos Frades Franciscanos Menores da Custódia.

Trata-se de obras indispensáveis ​​para os monges-tipógrafos, que diariamente se deparavam com problemas técnicos e gráficos, como a manutenção das máquinas ou mesmo a dificuldade em encontrar caracteres.

O itinerário da exposição, relata a Custódia da Terra Santa, está dividido em sete seções: após uma introdução histórica e um texto de Steinberg, que descreve os eventos de difusão da imprensa, é possível admirar manuais tipográficos, textos sobre impressoras, esboços e amostras, livros sobre gráfica e encadernação.

Organizada por Pierfilippo Saviotti, a exposição faz parte do projeto “Livros Pontes de Paz” do Centro de Pesquisa Europeu “Livro-Editora-Biblioteca” e da Universidade Católica do Sagrado Coração de Milão, em colaboração com a ONG Pro Terra Sancta e a Biblioteca Geral de Custódia da Terra Santa.

O objetivo da iniciativa é de apresentar alguns dos textos que fizeram parte da biblioteca da oficina franciscana de tipografia, agora conservados no fundo “Franciscan Printing Press” da Biblioteca Geral de Custódia da Terra Santa em Jerusalém.

A tipografia franciscana nasceu oficialmente em 14 de julho de 1864, graças ao apoio do padre Sebastian Frötschner e fr. Barnaba Rufinatscha, enviados pelo Comissariado da Terra Santa de Viena. Eram os tempos do Império Otomano e os franciscanos tinham necessidade de uma gráfica própria para difundir sem nenhum tipo de dificuldade gramáticas ou catequeses dirigidas ao povo local, em um contexto não cristão.

A “tipografia dos PP. Franciscanos” tinha sede no Convento de São Salvador, mudando posteriormente seu nome para” Franciscan Printing Press” e mudando-se para a Betfage, onde está localizada até hoje. Outra sede, a “Edições Terra Santa” está localizado em Milão. (TC)

Fonte: Vatican News

Sobre admin

Check Also

NOVAS ORIENTAÇÕES A BIBLIOTECAS PÚBLICAS E COMUNITÁRIAS COVID-19

Reiterando o respeito à autonomia dos entes da Federação,  a Coordenação-Geral do Sistema Nacional de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *