Página inicial / Notícias / Encontrabilidade da informação

Encontrabilidade da informação

Portal do Bibliotecario - encontrabilidade da informação

O que o bibliotecário tem a ver com encontrabilidade de informação? Com o desenvolvimento das Tecnologias da Informação e Comunicação, a onda de conteúdo disponibilizado na web alcançou um tamanho nunca antes imaginado.

O processo de encontrar ou achar alguma informação está ligado à uma forte necessidade do indivíduo. Essa necessidade pode ser declarada ou não. Mas a intenção é de satisfazer uma lacuna de conhecimento.

Cenário atual

Cada vez mais as pessoas participam na criação, gerenciamento e compartilhamento de conteúdo. Este fato se intensificou com o desenvolvimento das redes sociais. Com os avanços na tecnologia móvel. Com a criação de aplicativos para a interação entre os usuários. E com os muitos ambientes digitais disponíveis na rede.

A grande quantidade de dados disponível na web. Assim como da ampla participação dos usuários, tanto na produção quanto na criação de conteúdo online. Constitui um dos principais problemas na hora de projetar a Arquitetura da Informação de um website.

A Arquitetura da Informação agrega estudos como usabilidade. Acessibilidade e comportamento informacional. Quando aplicados em conjunto, possuem subsídios teóricos e práticos adequados para o projeto e para a construção de ambientes informacionais digitais.

Conceitos de Encontrabilidade da Informação

Encontrabilidade da Informação é um termo introduzido por Morville (2005, p.4) para referir-se à capacidade de uma informação ser encontrada em um ambiente informacional. Considerando a qualidade (ser localizável ou navegável): o grau com o qual um determinado objeto é descoberto ou localizado nesse ambiente. E, também, o grau no qual esses sistemas suportam a navegação e a recuperação.

Segundo Vechiato (2013, p.169), a Encontrabilidade da Informação é um “elemento que se situa entre as funcionalidades de um ambiente informacional tradicional, digital ou híbrido e as características dos sujeitos” estando relacionada a processos que compõem o fluxo infocomunicacional e que possibilitam o encontro da informação adequada às necessidades dos usuários em diferentes situações de busca.

Foco no usuário

A definição de ambos os autores para Encontrabilidade da Informação deixa claro que a mesma vai depender do estado psicossocial do indivíduo no momento da busca. Bem como da qualidade dos sistemas de busca e navegação disponíveis. Porém, não é sempre que os mecanismos e técnicas de buscas vão auxiliar o usuário a encontrar o dado. Pois, muitas vezes, ele próprio não tem conhecimento de todas as suas necessidades de informação. Além disso, durante a navegação podem ser descobertas coisas das quais o usuário nem sabia que precisava. Assim dá-se início a um novo comportamento nos processos de busca e navegação.

E é por isso que se recomenda adotar estratégias nos projetos de Arquitetura da Informação focadas em promover a descoberta de informação. Uma delas é a criação de “affordances(pistas) com vistas à exploração de conteúdos que os usuários não sabem que existem” (Spagnolo et al., 2010). Neste sentido, durante as últimas décadas, os desenvolvedores de sistemas de informação têm apostado na inclusão dos chamados Sistemas de Recomendação. Sistemas utilizados para sugerir aqueles produto e serviços que o usuário não está procurando de início, mas que podem estar associados aos seus interesses, facilitando, assim, a encontrabilidade da informação.

Fonte: Portal do Bibliotecário

Sobre admin

Check Also

Biblioteca Municipal de Itaquá tem livros disponíveis para empréstimo diferenciado nesta quarentena

Texto por Itaquá Você sabia que grandes obras literárias surgiram em tempos de quarentena? Exemplos disso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *