Página inicial / Destaque / Empregabilidade do bibliotecário

Empregabilidade do bibliotecário

Gostei bastante desse artigo escrito em colaboração por Priscila Reis dos Santos, José Marcos Carvalho de Mesquita, Jorge Tadeu dos Ramos Neves, Alessandra Mesquita Bastos que  analisa a inserção profissional e a empregabilidade dos bacharéis em Biblioteconomia.

Atuação do bibliotecário

A atuação do bibliotecário, profissional academicamente preparado para selecionar, tratar, recuperar e disseminar informações, está cada vez menos limitada às bibliotecas. A aplicação do conhecimento tradicional de Biblioteconomia em novos contextos auxiliará no desenvolvimento de oportunidades no mercado de trabalho para esses profissionais. Contudo, essa inserção não ocorre apenas devido à pluralidade da formação deles, mas também, em decorrência do surgimento das novas tecnologias de informação e comunicação e das mudanças ocorridas no mercado de trabalho, em que a relação empregado X empregador têm se tornado mais frágil e flexível.

O vínculo empregatício está cedendo espaço para novos modelos de relacionamento profissional. O profissional da informação pode atuar como técnico, gerente, consultor, prestador de serviços por temporada e empreendedor. Para atender às exigências de tarefas dessas diferentes possibilidades de atuação, o bibliotecário necessita constantemente capacitar-se. Entretanto, há estudos demonstrando que a capacitação acadêmica, isoladamente, não garante a inserção profissional, embora seja imprescindível para melhorar as condições de empregabilidade.

O mercado de trabalho do bibliotecário

Os bibliotecários, profissionais conhecidos tradicionalmente pela habilidade em gerenciar acervos bibliográficos contidos em suportes tangíveis, tais como livros, periódicos, recursos audiovisuais e mapas, passam a atuar em outros ambientes e em novos suportes. Eles são drasticamente afetados pelo declínio do emprego formal, pela informatização do ambiente de trabalho, pelo avanço das tecnologias da informação e comunicação, pelo crescimento do emprego parcial e precarização do emprego, pela rápida desqualificação do trabalhador, por processos de reengenharia, terceirização, entre outros. Por isso, para manterem-se atrativos para o mercado e poderem alcançar o sucesso profissional, eles precisam, de forma mais exacerbada, caracterizar-se pelo polimorfismo e versatilidade.

Habilidades e competências do bibliotecário

O profissional da informação tem o papel de processador e “filtrador” da informação, buscando melhorar a qualidade para as demandas por pesquisa apresentadas pelos usuários/clientes. Competências relevantes para o bibliotecário: habilidade de redação e publicação; habilidade de comunicação, conhecimentos sobre automação informacional; digitalização de recursos; recursos eletrônicos; e gestão de pessoas.

Fonte: Portal do Bibliotecário

Sobre admin

Check Also

‘O Brasil não é um país leitor, que incentiva a prática da leitura de forma constante e prazerosa’

12 de outubro também é comemorado o Dia Nacional da Leitura Texto por Jenniffer Silva …