Página inicial / Biblioteconomia / Bibliotecas / Bibliotecas de Objetos / Economia colaborativa: conheça as 5 vantagens da biblioteca de objetos

Economia colaborativa: conheça as 5 vantagens da biblioteca de objetos

Por Ademilson Ramos

Você é daquelas pessoas que quando precisa muito de um objeto compra, só usa uma única vez e depois se arrepende de ter comprado? Quem nunca, não é mesmo? E se existisse um lugar onde você pudesse pegar emprestado esse objeto, ou apenas alugá-lo por um tempo, ao invés de comprar? Não seria perfeito? 

Pois lá na Alemanha esse lugar já existe e se chama Leila Berlin: um espaço de doações e empréstimos de “coisas”. Funciona de uma forma muito simples: os objetos são divididos em três salas. Na primeira foram colocadas roupas e afins. Neste ambiente a pessoa pode levar qualquer coisa, assim como pode deixar o que não utiliza mais. 

As ferramentas, barracas de camping e coisas que se utilizam poucas vezes foram divididas nas outras duas salas. Para usá-los as pessoas precisam solicitar o empréstimo e pagar uma taxa de garantia, que é restituída quando o objeto é devolvido.

O trabalho por lá é todo feito de forma voluntária. O objetivo: conscientizar as pessoas sobre a importância de consumir menos e de aprender a ser mais colaborativo.

Como toda boa ideia merece ser valorizada, a biblioteca de objetos já chegou aqui no Brasil, mais precisamente no Ceará, onde está sendo construída a primeira cidade inteligente inclusiva do mundo: a Smart City Laguna.

Biblioteca de objetos da Smart City Laguna (Ceará)

A biblioteca de objetos de Laguna foi inaugurada em 2019. É um espaço gratuito onde os moradores, e a população da região, podem pegar emprestadas ferramentas por um tempo determinado. São vários os tipos de ferramentas disponíveis: serrote, serra arco, parafusadeira, furadeira, entre outros. 

O empréstimo é feito por meio de um aplicativo: o Planet App. A pessoa escolhe o objeto no app, faz a reserva, vai no Hub de Inovação, que fica na entrada da Smart City Laguna, assina um termo de responsabilidade sobre o objeto e deixa um valor de R$ 5 como caução. 

De acordo com Susanna Marchionni, CEO da Planet Smart City no Brasil, empresa que está construindo a cidade inteligente inclusiva, a biblioteca de objetos foi criada com o intuito de incentivar os cidadãos a recuperar, reciclar e reutilizar objetos que não são de uso diário, gerando praticidade e economia para os usuários.

Veja as 5 vantagens da biblioteca de objetos

  1. O empréstimo é bom para o meio ambiente: reduz o desperdício e a produção de coisas supérfluas e melhora a utilização dos recursos naturais. 
  2. Economia: se você for a uma biblioteca de objetos, tem uma enorme variedade de itens por uma pequena taxa de aluguel.
  3. Compartilhar faz bem: um estudo realizado pela Universidade de Bonn, na Alemanha, mostrou que substâncias gratificantes são liberadas no cérebro quando compartilhamos ou doamos.
  4. O empréstimo faz com que os ambientes da sua casa fiquem mais livres. Sabe aquele lema: menos é mais? Isso significa mais espaço na sua casa e menos objetos para acumular poeira.
  5. Empréstimos conectam pessoas: por meio do compartilhamento, você conhecerá novas pessoas. O empréstimo é baseado na confiança e na amizade.

 

Fonte: Engenharia é

Sobre admin

Check Also

Bibliotecárias negras brasileira e colombiana produzem livro sobre epistemologias latino-americanas no campo biblioteconômico-informacional

Texto por Priscila Fevrier Qual a incidência de estudos de mulheres negras em Biblioteconomia e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *