Página inicial / Biblioteconomia / Bibliotecas / Coronavírus – a atuação das bibliotecas hoje e o que podemos esperar do futuro

Coronavírus – a atuação das bibliotecas hoje e o que podemos esperar do futuro

Texto por Fernanda Costa

Com o início da quarentena em diversas cidades do país, muitas bibliotecas precisaram interromper o atendimento presencial e passaram a funcionar exclusivamente online. O acesso remoto aos acervos das bibliotecas já era algo comum antes da pandemia do Covid-19, porém, neste momento, oferecer serviços de forma virtual se tornou imperativo para que elas se mantenham em funcionamento.

Para ajudar a entender qual é o papel das bibliotecas durante esta pandemia, destacamos os principais serviços que podem ser oferecidos no ambiente virtual como forma de manter o atendimento ao público e de reforçar a posição das bibliotecas como guardiãs do conhecimento, algo mais necessário do que nunca. Também iremos abordar algumas questões sobre como serão às bibliotecas após a pandemia e quais atitudes podem ser tomadas hoje para se preparar para o futuro que nos aguarda ao fim da quarentena.

Quais serviços podem ser oferecidos pelas bibliotecas de forma virtual?

Acesso remoto a base de dados: através dos catálogos online é possível consultar os acervos e conferir quais obras estão disponíveis. Embora os empréstimos de obras físicas estejam suspensos, é possível planejar o acesso a essas obras após o fim da quarentena.

Acesso às coleções digitais: muitas bibliotecas têm coleções digitais que podem ser acessadas de qualquer computador. Essas coleções podem incluir livros, periódicos, fotografias, vídeos, áudios, reproduções de pinturas e muito mais. Essas coleções permitem o andamento de pesquisas, a difusão de informações de qualidade e acesso à arte e a cultura.

Curadoria de conteúdo online: com a explosão de informações sobre o coronavírus, é fácil ficar perdido, sem saber qual conteúdo é confiável ou não. Através da curadoria de conteúdo, bibliotecas podem indicar fontes confiáveis sobre diversos assuntos ligados à pandemia, como o vírus em si, mas também sobre economia, sociologia, política, psicologia e muitos outros temas de interesse.

Conferências e eventos virtuais: as bibliotecas universitárias têm a vantagem de contar com o corpo docente da própria instituição para participar de eventos virtuais como conferências, palestras, webinars, aulas etc.

Normalização de trabalhos acadêmicos: bibliotecas que oferecem esse serviço podem mantê-lo sem alterações durante este período de pandemia.

Renovação de empréstimos: caso a sua biblioteca ainda não tenha implantado a renovação online de empréstimos, esse com certeza é o momento de passar a oferecer esse serviço simples, mas que facilita muito a vida dos usuários e dos funcionários.

Como serão as bibliotecas após o Covid-19?

O cenário atual ainda é muito incerto e tentar prever o que irá acontecer nos próximos meses e anos exige certa ousadia, entretanto, algumas tendências já começam a se desenhar.

Se antes do início da quarentena todos nós já tínhamos vidas fortemente permeadas por elementos digitais, durante a quarentena a função da tecnologia foi elevada a outro nível. O home office e a educação à distância já existiam e eram conhecidos do público, mas hoje estão sendo vivenciados por uma quantidade de pessoas até então inédita na história.

De acordo com a Unicef, 95% das crianças da América Latina e Caribe estão fora da escola devido ao Covid-19. No universo da educação superior a situação também não é muito diferente, com muitas instituições sem aulas ou tendo de migrar subitamente para o ensino a distância.

Embora todos tenham a intenção de voltar assim que possível ao ensino presencial, o que foi aprendido durante este período não será perdido. Um número gigante de professores está aprendendo a dar aulas a distância, centenas de milhares de alunos estão se adaptando a estudar pela internet e as bibliotecas estão se adequando para atender esses alunos. Antes da pandemia o ensino a distância já crescia a passos largos, agora que milhares de pessoas ao redor do mundo estão tendo contato com essa forma de ensino, espera-se um crescimento ainda maior dessa modalidade de ensino.

Esse momento pode e deve ser usado como uma oportunidade de fortalecer a integração entre físico e digital e a popularização do acesso remoto às bibliotecas e das próprias bibliotecas virtuais, que serão cada vez mais necessárias e deixarão de ser vistas como um complemento à educação, mas sim como um elemento essencial de um mundo ainda mais conectado do que antes.

As bibliotecas físicas continuarão existindo e serão necessárias para a preservação da nossa história, o desenvolvimento de pesquisas, a criação do hábito de leitura em crianças e como um espaço de estudo, leitura e conhecimento. No entanto, a digitalização de obras (que já é um aliado na preservação de obras raras, por exemplo), a disponibilização de acervos digitais, a curadoria de conteúdo e todos os elementos que citamos no tópico anterior ganharão um papel cada vez mais forte e importante e se tornarão parte do trabalho de qualquer gestor de bibliotecas.

Apostar no desenvolvimento, crescimento e fortalecimento das bibliotecas virtuais e no fortalecimento da presença online de bibliotecas físicas é essencial para a manutenção do papel essencial exercido pelas bibliotecas e para o fortalecimento de qualquer instituição comprometida com o desenvolvimento intelectual de seus alunos.

Caso queira saber ainda mais sobre as atividades que podem ser exercidas por bibliotecas durante esta pandemia, não deixe de conferir estes dois artigos (em espanhol) disponibilizados pelo Conselho Regional de Biblioteconomia do Estado de São Paulo – 8ª Região: El trabajo remoto y las bibliotecas e 61 acciones que las bibliotecas están llevando a cabo durante el confinamento.

Para saber como a Sima Gestão pode lhe ajudar na gestão de bibliotecas neste momento, não deixe de entrar em contato conosco através deste formulário.

Abraços,

Fernanda Costa

Fonte: Linkedin

Sobre admin

Check Also

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *