Página inicial / Fontes de Informação / Livros / CBL e SNEL lançam nova pesquisa para medir o mercado digital de livros

CBL e SNEL lançam nova pesquisa para medir o mercado digital de livros

PUBLISHNEWS, REDAÇÃO

O objetivo é analisar o que as editoras estão produzindo e comercializando de forma digital, ou seja, pesquisa irá cobrir tanto e-books quanto audiolivros e suas diferentes formas de comercialização

Uma das principais notícias do início de 2020 foi a mudança na tradicional e importantíssima Pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro. Realizado desde 2006, o estudo saiu das mãos da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e foi para a multinacional Nielsen, que já monitora desde 2013 o varejo de livros do país.

A pesquisa tem por missão analisar anualmente os números registrados pelo mercado, dando um panorama dos livros físicos produzidos e comercializados no País. O que a pesquisa mostra é o PIB do livro impresso no Brasil, dando uma cifra que demonstra o tamanho desse mercado.

A notícia de agora é que o instituto de pesquisa vai ampliar a já consagrada Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro e criar um segundo estudo: a Pesquisa Conteúdo Digital do Setor Editorial Brasileiro.

Em 2017, ainda sob a batuta da Fipe, foi realizado o Censo do Livro Digital, que buscou responder a pergunta: “qual a importância dos livros digitais no setor editorial brasileiro?”. O estudo apontou na época que dois terços das editoras não investiam em livros digitais e que esse formato perfazia apenas 1,09% do faturamento total do setor. Esse número apresentado pela Fipe na época era bem menor do que a estimativa mais pessimista do mercado.

Agora, o novo estudo, que deverá ter periodicidade anual e tem como base os dados de 2019, prevê ampliar um pouco o seu escopo, indo além dos e-books vendidos de forma mais tradicional. Segundo a Nielsen, o objetivo agora é analisar o que as editoras estão produzindo e comercializando de forma digital, ou seja, a pesquisa irá cobrir tanto e-books quanto audiolivros e suas diferentes formas de comercialização.

O questionário entrou no ar nesta quinta-feira (12) e a Nielsen enviará um link exclusivo para cada editora. Basta clicar para abrir e começar o preenchimento. Cabe destacar que o questionário não precisa ser respondido de uma única vez, os dados já inseridos são salvos automaticamente e o usuário pode retomar de onde parou. O prazo para responder o questionário vai até o dia 31 de março.

Para mais informações, o editor pode escrever para Mariana Bueno pelo e-mail producao.vendas@nielsen.com. Os dois estudos – tanto a dos livros físicos quanto dos conteúdos digitais – serão realizadas pela Nielsen a pedido da Câmara Brasileira do Livro (CBL) e do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL).

Fonte: PUBLISHNEWS

Sobre admin

Check Also

Projeto de leitura para pessoas acima de 60 anos está com inscrições abertas em Itapetininga

Segundo a prefeitura, a iniciativa é totalmente digital e segura. Acervo virtual possui mais de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *