Página inicial / Biblioteconomia / Bibliotecas / Bibliotecas de Objetos

Bibliotecas de Objetos

Economia colaborativa: conheça as 5 vantagens da biblioteca de objetos

Por Ademilson Ramos

Você é daquelas pessoas que quando precisa muito de um objeto compra, só usa uma única vez e depois se arrepende de ter comprado? Quem nunca, não é mesmo? E se existisse um lugar onde você pudesse pegar emprestado esse objeto, ou apenas alugá-lo por um tempo, ao invés de comprar? Não seria perfeito? 

Pois lá na Alemanha esse lugar já existe e se chama Leila Berlin: um espaço de doações e empréstimos de “coisas”. Funciona de uma forma muito simples: os objetos são divididos em três salas. Na primeira foram colocadas roupas e afins. Neste ambiente a pessoa pode levar qualquer coisa, assim como pode deixar o que não utiliza mais. 

As ferramentas, barracas de camping e coisas que se utilizam poucas vezes foram divididas nas outras duas salas. Para usá-los as pessoas precisam solicitar o empréstimo e pagar uma taxa de garantia, que é restituída quando o objeto é devolvido.

O trabalho por lá é todo feito de forma voluntária. O objetivo: conscientizar as pessoas sobre a importância de consumir menos e de aprender a ser mais colaborativo.

Como toda boa ideia merece ser valorizada, a biblioteca de objetos já chegou aqui no Brasil, mais precisamente no Ceará, onde está sendo construída a primeira cidade inteligente inclusiva do mundo: a Smart City Laguna.

Biblioteca de objetos da Smart City Laguna (Ceará)

A biblioteca de objetos de Laguna foi inaugurada em 2019. É um espaço gratuito onde os moradores, e a população da região, podem pegar emprestadas ferramentas por um tempo determinado. São vários os tipos de ferramentas disponíveis: serrote, serra arco, parafusadeira, furadeira, entre outros. 

O empréstimo é feito por meio de um aplicativo: o Planet App. A pessoa escolhe o objeto no app, faz a reserva, vai no Hub de Inovação, que fica na entrada da Smart City Laguna, assina um termo de responsabilidade sobre o objeto e deixa um valor de R$ 5 como caução. 

De acordo com Susanna Marchionni, CEO da Planet Smart City no Brasil, empresa que está construindo a cidade inteligente inclusiva, a biblioteca de objetos foi criada com o intuito de incentivar os cidadãos a recuperar, reciclar e reutilizar objetos que não são de uso diário, gerando praticidade e economia para os usuários.

Veja as 5 vantagens da biblioteca de objetos

  1. O empréstimo é bom para o meio ambiente: reduz o desperdício e a produção de coisas supérfluas e melhora a utilização dos recursos naturais. 
  2. Economia: se você for a uma biblioteca de objetos, tem uma enorme variedade de itens por uma pequena taxa de aluguel.
  3. Compartilhar faz bem: um estudo realizado pela Universidade de Bonn, na Alemanha, mostrou que substâncias gratificantes são liberadas no cérebro quando compartilhamos ou doamos.
  4. O empréstimo faz com que os ambientes da sua casa fiquem mais livres. Sabe aquele lema: menos é mais? Isso significa mais espaço na sua casa e menos objetos para acumular poeira.
  5. Empréstimos conectam pessoas: por meio do compartilhamento, você conhecerá novas pessoas. O empréstimo é baseado na confiança e na amizade.

Fonte: Engenharia é

Abren la primera biblioteca de España en la que alquilar objetos cedidos

Un grupo de vecinos y entidades de Barcelona han abierto en la ciudad condal la primera ‘Biblioteca de las cosas’ de España, un espacio de préstamo en el que los usuarios pueden alquilar objetos cedidos.

Primera 'Biblioteca de las cosas', un espacio de préstamo, en Barcelona
Primera ‘Biblioteca de las cosas’, un espacio de préstamo, en Barcelona @nusosSCCL

Un grupo de vecinos y entidades de Barcelona han abierto en la ciudad condal la primera ‘Biblioteca de las cosas’ de España, un espacio de préstamo en el que los usuarios pueden alquilar objetos cedidos por las personas del barrio para evitar comprarlos y generar nuevos residuos.

La biblioteca, que ha sido impulsada por las entidades Rezero y Nusos Cooperativa con la colaboración de la Cooperativa Etcèteres y eReuse, se encuentra en el Casal de Ca l’Isidret del barrio del Poblenou y se inspira en otras bibliotecas parecidas que funcionan en Toronto, Berlín o Londres con el objetivo de fomentar la economía circular y reducir el impacto medioambiental de la producción de desechos.

La directora de Rezero, Rosa García, ha explicado que “se están produciendo 100.000 millones de toneladas de materiales al año, de los cuales solo el 9 % se reutiliza o recicla”, algo que demuestra que “es necesario un nuevo modelo económico más sostenible”.

“La ‘Biblioteca de las cosas’ es una apuesta concreta hacia este nuevo modelo, que pretende ser una solución global al problema medioambiental, una solución local para las diferentes necesidades de los vecinos y una solución personal, dirigida a potenciar un consumo más responsable”, ha sostenido

García.

Nusos Cooperativa@nusosSCCL

➡️la obre les seves portes 🙌🙌🙌

Ens fa especial il·lusió trobar-nos amb tothom qui ho ha fet possible @etceteres@rezerocat@Calidoscoop@ilabso@eixpereiv@vern_entitats
l’ és valenta, participativa i actua per transformar! 🔝🔝🔝
Us esperem!

View image on Twitter
15 people are talking about this
De entre los productos, se puede encontrar desde un taladro a productos electrónicos, vajillas, ollas, juegos de mesa, sillas de ruedas, caminadores, férulas de media pierna, bicicletas, sacos de dormir, patines, y así hasta cincuenta objetos diferentes.
Por su parte, el técnico de proyectos de Nusos Cooperativa, Carles Crespo, ha declarado que la biblioteca nace con la intención de incidir en los hábitos de consumo doméstico y de “crear un espacio de cohesión vecinal mediante una economía colaborativa pensada desde el punto de vista social y solidario”.
Fonte: HERALDO

Uma “biblioteca de coisas”? Sim, é uma realidade em Londres

Espaço promove também cursos de aprendizagem de bricolagem, festas e encontros comunitários LIBRARY OF THINGS (FACEBOOK)

A todos os que já se viram na quase obrigação de comprar algo para usar só uma vez, há uma solução (pelo menos em Londres): na Library of Things podes levar e devolver utensílios quando já não houver mais necessidade.