Página inicial / Notícias / Carnaval e Literatura: oficina cultural enaltece o trabalho das escolas de samba

Carnaval e Literatura: oficina cultural enaltece o trabalho das escolas de samba

Imperatriz da Paulicéia participa da Festa Literária da Penha (Flipenha). Foto: SRzd

A segunda edição da Festa Literária da Penha (Flipenha), que tem como objetivo incentivar a leitura e a formação de leitores autônomos e críticos através de diversas formas de linguagens e expressões artísticas, teve como atrativo o Carnaval.

No último domingo (13), o Centro Cultural da Penha, na Zona Leste de São Paulo, foi palco da oficina “Desvendando os Mistérios de uma Escola de Samba”. Coordenada por Renato Machado e Rafael Machado, a ação, realizada em duas etapas, contou com a participação de integrantes da escola de samba Imperatriz da Paulicéia.

Na biblioteca, o carnavalesco Pedro Alexandre, o Magoo, fez uma explanação aos presentes sobre o funcionamento de uma agremiação carnavalesca destacando sua importância histórica social e cultural. O artista contou detalhes da construção de um projeto de Carnaval, desde a escolha do enredo, passando pela composição do samba-enredo, confecção de fantasias e alegorias, ensaios e desfile oficial.

Imperatriz da Paulicéia participa da Festa Literária da Penha (Flipenha). Foto: SRzd
Imperatriz da Paulicéia participa da Festa Literária da Penha (Flipenha). Foto: SRzd

Durante a atividade, que também contou com a exposição de fantasias e maquetes de carros alegóricos, os inscritos participaram da criação de um samba-enredo em homenagem ao poeta, tradutor, crítico literário e ensaísta brasileiro José Paulo Paes, patrono da biblioteca municipal do bairro. A obra foi apresentada ao público presente no término do evento, que contou com a exibição dos ritmistas da bateria da Imperatriz na parte externa do Centro Cultural.

Imperatriz da Paulicéia participa da Festa Literária da Penha (Flipenha). Foto: SRzd
Imperatriz da Paulicéia participa da Festa Literária da Penha (Flipenha). Foto: SRzd

Imperatriz da Paulicéia participa da Festa Literária da Penha (Flipenha). Foto: Divulgação/Imperatriz da PaulicéiaImperatriz da Paulicéia participa da Festa Literária da Penha (Flipenha). Foto: Divulgação/Imperatriz da Paulicéia

“As escolas de samba são grandes contadoras de história. Vamos à Avenida muito mais para ouvir as histórias que lá serão contadas do que pelo desfile propriamente dito. A Imperatriz da Paulicéia foi grande parceira na medida em que nos presenteou contando a história da formação de uma agremiação. O samba-enredo ‘Tributo à José Paulo Paes’, sobre o artista cuja obra verificamos nos vários braços das artes, nos deu a exata noção da grandiosidade do poeta que se tornou enredo de escola de samba. Não há realmente separação entre o samba e a literatura. A literatura se traduz em melodia e o samba põe a literatura para dançar”, declarou Luciana Campos, auxiliar da Biblioteca José Paulo Paes.

Assista ao vídeo:

Imperatriz da Paulicéia participa da Festa Literária da Penha (Flipenha). Foto: SRzd - Fabio Capeleti

Carnaval 2020

No Carnaval de 2020 a Imperatriz da Paulicéia será a segunda escola a desfilar na segunda-feira, 24 de fevereiro, pelo Grupo de Acesso de Bairros 1 da União das Escolas de Samba Paulistanas (Uesp).

A trilha sonora do enredo “Sua Majestade a Coroa” é assinada por J.Velloso, Cláudio Russo, Marquinho Beija-Flor e Júlio do Cavaco. Clique aqui para ouvir.

Fonte: 

Sobre admin

Check Also

Biblioteca de São Paulo está na região de novo tombamento da capital paulista

POR SPLEITURAS A Biblioteca de São Paulo está na região de novo tombamento na capital paulista. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *