Página inicial / Notícias / Bicentenário da Independência: Senado assinará acordo com Biblioteca Oliveira Lima

Bicentenário da Independência: Senado assinará acordo com Biblioteca Oliveira Lima

Texto por Comunicação Interna

O senador Randolfe Rodrigues participará da cerimônia, que está marcada para as 19h de segunda-feira
Leopoldo Silva/Agência Senado

O Senado assinará nesta segunda-feira (17) um protocolo de cooperação entre a Comissão Especial Curadora do Bicentenário, responsável por organizar as comemorações dos 200 anos da Independência do Brasil, e a Biblioteca Oliveira Lima, da Universidade Católica da América, situada em Washington. A cerimônia, que será on-line, está marcada para as 19h e será transmitido pelo canal da TV Senado no YouTube.

Já confirmaram presença o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que é o coordenador da Comissão Curadora; Ilana Trombka, diretora-geral do Senado; Aaron Dominguez, da Universidade Católica da América; Nathalia Henrich, diretora da Biblioteca Oliveira Lima; e Esther Bemerguy, vice-presidente do Conselho Editorial do Senado (Cedit) e secretária da Comissão Especial Curadora do Bicentenário.

A Biblioteca Oliveira Lima contém um conjunto de livros, manuscritos, brochuras, mapas, fotografias e obras de arte sobre a história e a cultura de Portugal e do Brasil. A coleção original era a biblioteca pessoal do diplomata, historiador e jornalista brasileiro Manoel de Oliveira Lima (1867–1928).

Instituída em 2019 por iniciativa do senador Randolfe Rodrigues, a Comissão Especial Curadora do Bicentenário tem por objetivo viabilizar as comemorações em torno do tema “O Senado Federal e os 200 anos da Independência do Brasil”. Estão previstas, entre outras atividades, a edição de livros e a realização de seminários e exposições.

Fonte: Agência Senado

Sobre admin

Check Also

Bibliotecárias negras brasileira e colombiana produzem livro sobre epistemologias latino-americanas no campo biblioteconômico-informacional

Texto por Priscila Fevrier Qual a incidência de estudos de mulheres negras em Biblioteconomia e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *