Página inicial / Biblioteconomia / Bibliotecas / Bibliotecas Públicas / Biblioteca Mário de Andrade ganha ala infantil e sistema de ar-condicionado na seção circulante

Biblioteca Mário de Andrade ganha ala infantil e sistema de ar-condicionado na seção circulante

Novo espaço terá 1.580 exemplares para o público infantil emprestar ou ler no local; sistema de ar-condicionado contará com 16 aparelhos que darão mais conforto aos leitores e estudantes que frequentam a Seção Circulante

A Biblioteca Mário de Andrade, segunda maior do Brasil, administrada pela Secretaria Municipal de Cultura, entra numa nova fase a partir deste sábado, dia 11. Duas novidades prometem atrair o público para estudar e aproveitar ainda mais a programação deste espaço cultural da cidade de São Paulo.

A SMC inaugura, às 11h, o novo sistema de ar-condicionado, doado integralmente pelas empresas EDP (Energias do Brasil S/A) e CISA Trading S/A. A instalação de 16 equipamentos de ar-condicionado será entregue neste sábado.

Esta melhoria estrutural na Seção Circulante era uma demanda de longa data dos usuários do espaço. Mesmo depois de ter passado por uma reforma concluída em 2011, a climatização da BMA ainda não havia sido realizada, tornando difícil a permanência na sala para estudos em dias muito quentes.

Outra novidade, desta vez, para o público infantil, é a transformação do salão oval, localizado no térreo do edifício, na Ala Infantil da BMA. No local, estarão disponíveis 1.580 exemplares que poderão ser emprestados ou consultados no próprio local, que contará com mobiliário e ambientação do programa Biblioteca Viva.

A Cia. Pé do Ouvido apresentará duas sessões de contação de histórias, às 11h e às 13h, para marcar a abertura deste novo espaço. As contadoras de histórias Débora Sperl e Lilia Nemes apresentarão “Festa no céu e outros contos”, que narra uma grande festa estava sendo preparada para todos os animais da Terra.

A programação desta data é complementada pelo lançamento do livro de poesia “Cinematografia”, a partir das 11h, que traz 90 poemas de Paulo Lopes Lourenço e ilustração de Fernando Lemos. Os textos foram quase todos escritos durante a estada do autor no Brasil – ele foi Cônsul Geral de Portugal em São Paulo entre 2012 e 2018. Ainda que a cidade não esteja presente no livro de maneira explícita (há apenas um poema que alude diretamente a ela), o autor acredita que a experiência de morar na capital paulista tenha contribuído para o resultado final.

O lançamento do livro marcará a despedida do cônsul da cidade.

Fonte: Prefeitura de São Paulo

Sobre admin

Check Also

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *