Página inicial / Leitura / Biblioteca e tecnologia na construção de um mundo melhor

Biblioteca e tecnologia na construção de um mundo melhor

Democratização da leitura e dos grupos virtuais de discussão de livros

Por MARCOS MIRANDA | PRESIDENTE DO CONSELHO FEDERAL DE BIBLIOTECONOMIA

Uma pesquisa da TIC Domicílios revelou que 70% dos brasileiros usam a internet, representando 126,9 milhões de pessoas. É muito raro encontrar alguém que não esteja conectado, especialmente na era da tecnologia na palma da mão, afinal, 230 milhões de smartphones estavam ativos no Brasil em 2018, de acordo com a 30ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas.

Muitos acreditam que essa evolução tecnológica tornou desafiador o incentivo à leitura. Como a biblioteca pode disputar a atenção dos leitores com a tecnologia?

O debate é importante neste mês do bibliotecário (março), pois, com o surgimento das primeiras novidades tecnológicas, retornou também o mito de que os livros de papel desapareceriam das prateleiras, sendo substituídos por arquivos eletrônicos. Alguns também apostavam que a leitura se tornaria um hábito do passado, em função das redes sociais, videogames e filmes.

Entretanto, observa-se que o livro impresso, em sua materialidade e intelectualidade, ainda existirá por muito tempo. Muitos leitores se deliciam em manusear o livro físico, folhear suas páginas, sentir seu cheiro e contemplar o formato.

Ao contrário do que se pensava, a tecnologia se tornou uma aliada das bibliotecas, bibliotecários e usuários. A inovação propiciou a automação dos serviços, processos e produtos de informação, garantindo acesso mais rápido na busca e recuperação da informação.

A tecnologia ainda incrementou o compartilhamento dos acervos de documentos e dados com o surgimento das bibliotecas digitais, democratizando a leitura, a produção e o acesso a e-books.

Os bibliotecários podem participar amplamente da promoção de serviços e produtos nas redes sociais na era da tecnologia. A parceria entre bibliotecas e tecnologia também pode contribuir parao incentivo à leitura.

As gerações que nasceram e cresceram na era digital, cada vez mais, utilizam dispositivos para acessar a informação e leitura. Os grupos de discussões sobre livros, rodas de leitura, compartilhamento de acervos e, até mesmo, os clubes de livro virtuais são uma realidade entre os jovens.

A aliança se tornou forte e benéfica em função da atualização constante dos bibliotecários. Nota-se como é importante utilizar a inovação para fornecer serviços de qualidade e acompanhar as mudanças no mundo.

As bibliotecas marcam presença no ciberespaço, promovendo a interação entre os usuários nas redes sociais para atender necessidades de informação específicas, orientar a leitura, disseminar informações, eventos, fóruns etc.

O jovem pode dar o primeiro passo rumo a uma vida de leituras incríveis e enriquecedoras ao encontrar as bibliotecas também no mundo digital.

Fonte: O Tempo

Sobre admin

Check Also

Boletim Estatístico das Bibliotecas Públicas de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *