Página inicial / Sistema CFB/CRB / CRB8 / A Cinemateca Brasileira na visão do bibliotecário Renato Noviello e da Comissão de Fiscalização do CRB-8

A Cinemateca Brasileira na visão do bibliotecário Renato Noviello e da Comissão de Fiscalização do CRB-8

Texto da Comissão de Fiscalização do CRB-8

A Comissão de Fiscalização do CRB-8 reuniu-se por videoconferência com Renato Noviello, bibliotecário responsável pela biblioteca da instituição até a entrega das chaves no início de agosto, para inteirar-se da situação da instituição, em especial da situação da biblioteca e do bibliotecário, e definir ações que fossem as mais eficazes.

Nas reuniões o bibliotecário esclareceu vários detalhes da situação e contextualizou os últimos eventos. Fundada em 1956, um dos equipamentos de memória do país, detentora de acervos que registram e preservam a produção audiovisual brasileira, a Cinemateca Brasileira, vive seu momento mais crítico em 2020. Conheça um pouco dessa história na Linha do Tempo da Cinemateca, elaborada pelo bibliotecário.

É bastante comum os bibliotecários tornarem-se grandes conhecedores da memória institucional pelo trabalho de registro e suporte à pesquisa, constituindo ricas fontes de informação e potencialmente produtores de informação da própria instituição e da área de conhecimento em que atuam. Veja os exemplos nos depoimentos a seguir.

A Bibliotecária Fiscal Ruth Nunes, resgatou ações da fiscalização anteriores junto à Cinemateca desde 2013:

“Em 21/08/2013 a fiscalização do CRB-8 realizou visita de rotina junto à Biblioteca ‘Paulo Emílio Salles Gomes’ da Cinemateca Brasileira, constatando no Auto de visita que a mesma contava com Profissional habilitado Bacharel em Biblioteconomia, conforme exigência da legislação.

Entre outros pontos observados, a Comissão de Fiscalização encaminhou ofício em 23-/08/2013, considerando importante a realização de concurso público, devido a aposentadoria do bibliotecário concursado junto ao Ministério da Cultura em 2011 sendo e que não ocorreu a substituição efetiva (por concurso) da vaga deixada pelo profissional. Dessa forma, foram solicitados os préstimos da diretoria da Cinemateca, à época, para a realização de Concurso Público para provimento do cargo vago, bem como para ampliação do quadro de bibliotecários visando à manutenção da qualidade dos serviços prestados.

Devido a problemática envolvendo a instituição, a solicitação não foi atendida, sendo, porém, mantida a presença de profissional habilitado frente à Biblioteca durante todo esse período, conforme constatamos em 2016 e 2019 até o momento.” Ruth Nunes, Bibliotecária Fiscal, CRB-8/5308.

Atendendo ao convite da Comissão, o bibliotecário compartilhou um pouco da sua experiência junto à biblioteca da Cinemateca:

Renato Noviello, CRB-8 SP-010426/O

“A Cinemateca Brasileira abriga o maior acervo audiovisual da América do Sul e conta com uma das maiores equipes especializadas do mundo em seu corpo técnico. A infraestrutura de primeira linha, fruto de grandes investimentos ao longo de décadas e muita disposição política, além de abrigar laboratórios, depósitos, câmaras especiais e salas de cinema, conta também com um espaço pouco conhecido: a Biblioteca Paulo Emílio Sales Gomes. Parte do Centro de Documentação e Pesquisa, o local reúne um acervo bibliográfico especializado sobre o audiovisual brasileiro e assuntos relacionados, como cinema mundial, televisão, vídeo, fotografia, políticas culturais, entre outros. São aproximadamente 70 mil itens, entre livros, periódicos, recortes de jornais, catálogos, produção acadêmica, folhetos, roteiros, storyboards, argumentos e filmes em DVD, VHS e Blu-ray para livre acesso.

Seus profissionais executam um trabalho permanente de desenvolvimento de coleções e incorporam ao acervo quase 700 itens de diversas espécies a cada ano, sob técnicas de catalogação, descrição e indexação, além de realizarem uma constante conservação preventiva e corretiva do catálogo.

Anualmente, a Biblioteca recebe cerca de 900 usuários, além de visitas monitoradas de estudantes de todos os níveis e demais interessados. O atendimento a esses consulentes não só oferece um serviço de referência a todo o universo bibliográfico e audiovisual presente na Biblioteca, como também o uso computadores com acesso à internet e conexão wi-fi. Os trabalhadores seguem o código de ética profissional do bibliotecário, contribuindo para o incessante desenvolvimento da sociedade e executando uma constante atuação para que o local permaneça aberto a todos, não restrito a profissionais do cinema e pesquisadores.

O acervo da Biblioteca Paulo Emílio Sales Gomes é um bem público que complementa a formação do indivíduo como cidadão, promove e estimula o pensamento crítico no que tange a arte cinematográfica, democratiza o acesso à cinematografia nacional e estimula toda uma produção acadêmica e audiovisual não só brasileira, como do mundo inteiro. A preservação e organização desse bem público, como também o acesso a ele, só existem mediante o trabalho de bibliotecários, historiadores, arquivistas, documentalistas e demais profissionais da informação e da memória.

As bases da biblioteca podem ser consultadas através do link: http://bases.cinemateca.gov.br/cgi-bin/wxis.exe/iah/?IsisScript=iah/iah.xis&base=CATALOGO&lang=p ” Renato Noviello, CRB-8 SP-010426/O

Veja também

Cinemateca Brasileira, linha do tempo da sua fundação até agosto de 2020

Nota do CRB-8 sobre a Cinemateca

Abaixo-assinado Cinemateca Brasileira pede socorro

Em situação de abandono, Cinemateca espera atitude da União (Debate CEDEM UNESP)

Memória audiovisual em risco

Notas sobre uma demolição. O caso da Cinemateca Brasileira. Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-Metragistas – São Paulo (ABD-SP)

Relatório de Gestão Roquette Pinto 2019 

O sequestro da nossa memória audiovisual 

Sobre a Fiscalização do CRB-8

Para saber mais sobre a Fiscalização

Para denúncias

Outros artigos da Comissão de Fiscalização:

Casos resolvidos com sucesso na 18ª Gestão: a atuação da Fiscal Ruth Nunes, 28/07/2020

Conselhos discutem os dez anos da Lei 12.244/10 em série de lives, 11/06/2020

Mostre seu trabalho no Mural de Serviços, 12/05/2020

Sistema de Bibliotecas Públicas do Município de Sertãozinho: um caso de sucesso de fiscalização de concursos, 12/05/2020

Fiscalização do CRB-8 em ritmo acelerado de teletrabalho, 25/04/2020

Sobre admin

Check Also

Bibliotecárias negras brasileira e colombiana produzem livro sobre epistemologias latino-americanas no campo biblioteconômico-informacional

Texto por Priscila Fevrier Qual a incidência de estudos de mulheres negras em Biblioteconomia e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *