Página inicial / Biblioteconomia / Bibliotecas / Bibliotecas Particulares / Sua biblioteca pessoal arrumadinha

Sua biblioteca pessoal arrumadinha

Quem tem muitos livros em casa jamais fica sem companhia ou distração. Mas também pode desenvolver uma vontade doida de organizar sua biblioteca, principalmente quando não pode sair muito de casa.

O pessoal do Instituto Moreira Salles, antecipando que muita gente iria ter essa vontade durante o isolamento social, fez um texto muito interessante sobre o assunto, vejam:

Dando um jeito nos livros

Se você gosta da ideia, preparamos mais algumas dicas sobre organização de bibliotecas particulares.

Não exagere

Muita gente nos pergunta como poderia organizar seus livros como “igualzinho como vocês fazem na biblioteca”. Bem, essa talvez não seja uma boa ideia. Grandes bibliotecas universitárias ou públicas têm uma organização bastante complexa, que exige a atuação de profissionais com graduação em biblioteconomia, os bibliotecários.

Se você tem uma biblioteca grande, com uns três mil livros ou mais, e gostaria de uma organização profissional, vai precisa contratar serviços de um bibliotecário. Caso contrário, não complique. Os livros são seus, arrume-os de um jeito que seja confortável para você usar e fácil de manter. Projetos ambiciosos do tipo “vou fazer uma base de dados para os meus livros” geralmente são abandonados pela metade, e aí você se arrisca a ter uma biblioteca meio organizada e a descobrir que gostava mais da sua biblioteca totalmente bagunçada.

Planeje bem a ordenação

Uma boa organização física dos livros nas estantes resolve a maior parte dos problemas, mas pense bem antes de começar, porque movimentar livros dá trabalho, provoca espirros e dores lombares.  Não existe a forma certa de ordenar livros na casa da gente, existe a que melhor se adaptar às suas necessidades.

O primeiro passo é identificar grandes categorias para fazer a primeira divisão, de acordo com o que predominar no acervo. Por exemplo:

Ficção

Não- Ficção

Poesia

Quadrinhos

Referência (dicionários, guias e outras obras de consulta rápida)

Essas categorias podem ser subdivididas ou não, dependendo da quantidade de livros e do gosto do proprietário. Os livros de ficção podem ser divididos por gêneros ou país de origem do escritor, por exemplo. Para os não-ficcionais, normalmente a melhor solução é separá-los por assuntos gerais,como arte, história, economia, linguística etc. Se quiser partir de uma lista  pré-existente, veja esta tabela dos assuntos mais comuns nas pesquisas da ECA, tirada da Classificação Decimal de Dewey.

Acesse a matéria completa publicada no Blog da Biblioteca da ECA e veja as demais dicas para a organização da sua biblioteca pessoal

Sobre admin

Check Also

Eleições 2020 CRB8 – Chapa 1 Informar.É

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *